DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

Nossa cidade é curiosa: a população pouco aumentou nos últimos dez anos, já o déficit habitacional não para de crescer, não obstante os conjuntos habitacionais que foram ou estão sendo construídos. É o que se deduz do principal destaque da Folha Noroeste deste sábado. Nada menos que 3.540 famílias jalesenses acorreram ao Teatro Municipal, na terça-feira, 03, para agendar suas inscrições visando participar do sorteio das 99 casas do Residencial “Honório Amadeu”  que está sendo construído há quase seis anos em um local muito bem escolhido pelo ex-prefeito Parini. As 3.540 famílias deverão voltar ao Teatro, entre os dias 09 e 12 de abril, para fazer suas inscrições.

O jornal está destacando, também, a desincompatibilização do governador Geraldo Alckmin, que deixou o cargo na sexta-feira, 06, para concorrer à presidência da República. No lugar dele, assumiu o vice-governador (ou ex-vice) Márcio França, do PSB. A cerimônia de posse foi realizada na Assembleia Legislativa e, logo depois de assinar os livros e discursar, o novo governador e a nova primeira-dama, Lúcia França, seguiram para o Palácio dos Bandeirantes onde foram recebidos com honras militares.

Na coluna FolhaGeral, o inquieto redator-chefe Roberto Carvalho está informando que saco de bondades aberto por Alckmin, antes de deixar o cargo,  contemplou  algumas cidades da nossa região com creches escolas e moradias populares da CDHU. Quanto a Jales, que está pleiteando mais 100 casas da CDHU e até já doou um terreno ao governo estadual para construção de uma escola, nenhuma novidade. Aliás, tem uma novidade sim: o governo mandou avisar que a construção da escola – que foi prometida em 2009, quando da municipalização do ensino em Jales – não é necessária, pois a demanda de vagas já é coberta pelas escolas existentes. Cá entre nós, não é necessária mesmo! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *