DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

No jornal Folha Noroeste, edição digital deste sábado, o principal destaque é a arrecadação da Prefeitura de Jales com o IPVA no primeiro mês do segundo ano da triste “Era Bozozóica”. De acordo com dados da Secretaria de Estado da Fazenda e Planejamento, o município de Jales recebeu no mês de janeiro de 2.020, R$ 4.279.196,39 provenientes da arrecadação do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Em janeiro de 2019, foi repassada pelo governo do Estado, a importância de R$ 4.050.610,70 ao Tesouro Municipal. Isso significa que, em janeiro deste ano, a arrecadação com o IPVA foi 5,64% maior que a de janeiro do ano passado. Em 31 de dezembro do ano passado, o município de Jales possuía 46.354 veículos automotores licenciados, dos quais, 21.926 eram automóveis; 15.036 motocicletas/motonetas; 4.911 caminhonetes e 1.224 caminhões.

O jornal está destacando, também, que o governador João Doria e o secretário da Educação do Estado, Rossieli Soares, anunciaram na sexta-feira, 21, o pagamento de um abono de até 12,84% nos salários dos professores da rede estadual de São Paulo. Para garantir o benefício, o governo de São Paulo vai investir por ano R$ 590,6 milhões. No total, 260.142 docentes ativos e inativos serão beneficiados. O pagamento será retroativo ao mês de janeiro e estará disponível a partir de março.

Na coluna FolhaGeral, o impávido redator-chefe Roberto Carvalho informa que, segundo conversas de bastidores, alguns pequenos partidos aqui de Jales poderão se unir em torno do lançamento de uma candidatura a prefeito diferente das que estão sendo comentadas. O colunista destaca, também, conversas de matildes segundo as quais, se o prefeito Flá assumir algum compromisso no sentido de, caso reeleito, deixar o cargo em 2022 para disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa, isso poderá causar desconforto entre integrantes do seu time. Roberto relata, por fim, outra conversa de bastidores que, segundo ele, está correndo de boca em boca, dando conta sobre a existência de um tal “mensalinho” em Jales. O colunista afirmou que tentou apurar a veracidade do boato, mas não obteve êxito.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *