DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

No jornal Folha Noroeste, edição digital deste sábado, destaque para o governador João Doria, que anunciou na sexta-feira (4/9) a 12ª atualização do mapa do Plano São Paulo, com o avanço de cinco regiões do Estado da fase laranja para a fase amarela: Marília, Presidente Prudente, Registro, São João da Boa Vista e São José do Rio Preto. Estão sendo beneficiados com a flexibilização dessa etapa do Plano São Paulo, os 23 municípios que formam a Região de Governo de Jales. O governador informou também sobre a prorrogação da quarentena em todo o Estado até 19 de setembro. “Neste feriado, redobre os cuidados com você e com sua família. Oriente aqueles que relutam em usar máscara, sobre o distanciamento social e não faça aglomerações”, destacou o governador.

O jornal está noticiando, também, o levantamento realizado no período de 28/8 a 4/9, a Região de Governo de Jales registrou um acréscimo de 8,34% no número de infectados pelo Coronavírus. Na sexta-feira (28/8) o total de casos positivos nos 23 municípios da região era de 3.238 e, nesta sexta-feira (4/9), o número de pessoas infectadas chegou a 3.508, uma diferença para mais de 270 casos positivos. Em 28/8 foi registrado no período anterior 91 mortes pela doença, e nesta sextafeira (4), o número de óbitos chegou a 101, num acréscimo de 10,9% O município de Santa Fé do Sul registrou na sexta-feira (4) um total de 28 óbitos desde o inicio da pandemia, seguido pelo de Jales com 27 mortes. Urânia vem logo a seguir com 10 óbitos.

Na coluna FolhaGeral, o encalacrado redator-chefe Roberto Carvalho comenta entrevista concedida pelo prefeito Flá Prandi, na qual ele explica que sua assessoria jurídica o aconselhou a vetar o projeto de lei de reajuste dos subsídios dos agentes políticos do Poder Executivo Municipal para a gestão 2021 a 2024. O projeto de lei foi aprovado na Câmara pelo placar de 7 x 3, na sessão plenária de segunda-feira, 24 de agosto de 2020. O prefeito disse ainda que conversou com vereadores e eles entenderam que a ocasião recomenda contenção de despesas. Segundo o Roberto, o caso gerou estranhezas. Por exemplo: o vereador João Valeriano Zanetoni (PSD) assinou a coautoria do projeto de lei, as depois votou contra. 

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *