DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

folha noroeste 23.01.16A principal manchete do jornal Folha Noroeste deste sábado destaca a atuação do prefeito de Urânia, Francisco Airton Saracuza, que anunciou, na quinta-feira, 21, o recebimento de recursos para duplicação de 300 metros da avenida Brasil. A obra, segundo o jornal, vai desafogar o trânsito na entrada da cidade. Os recursos obtidos pelo prefeito – R$ 420 mil – incluem, também, “o recapeamento asfáltico de várias ruas que encontram-se sem condições de tráfego”.

A nomeação do ex-presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador José Renato Nalini, para o cargo de secretário estadual de Educação; a verba de R$ 100 mil conseguida junto ao Ministério da Saúde pelo vereador Donizete Mussato, de Urânia, para melhorias na rede de atenção básica da cidade; a abertura de vagas para o aprendizado de instrumentos musicais no Projeto Guri de Jales e a prisão do suspeito de matar um enfermeiro em Santa Fé do Sul, são outros assuntos da Folha Noroeste.

Na coluna FolhaGeral, o editor chefe Roberto Carvalho – o melhor lateral esquerdo que já atuou nos campos de Jales – está informando que o prefeito Pedro Callado voltou esperançoso a Jales, diante da promessa do secretário estadual de Habitação, Rodrigo Garcia, de que ainda neste ano haverá a assinatura de convênio para a construção de casas populares em Jales.

3 comentários

  • Coisa feia

    Ué, Dr. Pedro GoGó perdendo para o Saracuza! Vai ganhar de quem?

    Pegue o seu banquinho e saia de mansinho, já ensinava o velho Raul Gil.

    Ou pede para cag. . . e saia.

    E aí, Traíra Abra. . . cadê o seu prefeitinho. . . ?

    Até o Saracura consegue mais que o dr. Pedro GoGó. kkkkkkkkkkk

  • Perturbado

    A única saida pra jales é trazer o saracuza pra ser nosso prefeito…. Saracuza 2016

  • Anônimo

    Jales é mesmo uma cidade muito bem localizada, de um lado faz fronteira com Urânia que vive bem na fita, de outro lado Estrela D’Oeste diz que conseguiu bons resultados no ano fatídico. E no meio a nossa cidade. De manhã o problema é a prefeita, na hora do almoço a prefeita é substituída e a tarde o problema já é a crise.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *