OUTRO LADO: DOUTOR DALTON MOSTRA-SE INDIGNADO COM ACUSAÇÕES DO MPF

Recebi, hoje, um e-mail do doutor Dalton Melo Andrade, que, atualmente,  mora e trabalha em Santa Cruz Cabrália, na Bahia. O médico fala de seu inconformismo e de sua indignação diante das acusações que o Ministério Público Federal está fazendo contra ele, conforme notícia veiculada em vários órgãos de imprensa, inclusive na TV Tem, e reproduzida por este blog em um post anterior. Vamos ao e-mail do doutor Dalton:

Caro Cardoso,

Vejo sempre seu blog e sua isenção para os fatos é a razão dele ser o mais lido e respeitado de todos os postados ai em Jales.
Qual não foi meu espanto, ontem, ao receber contato telefônico da TV Tem, me participando da injusta reportagem lançada ao ar através do programa TEM Notícias 2ª Edição, envolvendo o meu nome, com o objetivo de enodoá-lo através de divulgação do oferecimento de denúncia do MPF de Jales, sem base em provas e totalmente improcedente.

É certo que os processos crime são públicos, mas entendo ser diferente de PUBLICÁVEIS, principalmente porque a Justiça ainda nem sequer se manifestou sobre os fatos, não me condenou, e em seu blog o representante do MPF praticamente convida a qualquer emissora de tv a vir buscar  noticias…

Eu me pergunto: pode o representante do MP Federal ter um blog aonde ele publica noticias sobre processos em investigação ?
Pode ele, do alto da importância de seu cargo, lançar meu nome na TV, como se um criminoso ou bandido eu fosse, sem nenhuma defesa ?
Destrói o nome de uma pessoa sem o menor constrangimento, ataca, agride, causando mal irreparável a um cidadão que jamais foi acusado de haver cometido qualquer deslize em toda vida.  Será esse o poder conferido a um Procurador da República ?

A acusação contra um homem de 64 anos, que trabalhou 33 anos como médico nesta cidade de Jales e região, fazendo só o bem, atendendo a população carente sem nada receber, só pode partir de quem não me conhece, não conhece a minha história e a de minha família, de um justiceiro e não de quem esteja compromissado com a Justiça.
Se tivesse cobrado e recebido ilicitamente ao longo de minha vida profissional, não estaria ainda hoje trabalhando, como faço todos os dias aqui onde agora moro.

O representante do MPF de Jales, em três minutos jogou na lama trinta e três anos que levei para construir o meu nome como cidadão e médico aí em Jales, fazendo contra a minha pessoa e, por consequência, contra a minha família, a maior e mais absurda acusação jamais recebida em toda minha vida, ou seja, de haver causado ou de alguma forma participado de abortos em pacientes. Sou cristão, sempre lutei pela vida, tenho princípios éticos severos e sempre abominei esta prática. Do nada este cidadão pode lançar a pecha de criminoso sobre o meu nome, entrincheirado no seu cargo ?

Ele enxovalha o nome de uma pessoa com larga folha de serviços prestados e de todos conhecida na cidade de Jales e nada lhe acontece? Que imunidade é essa ?  Será que a um Procurador da República se permite tão abominável conduta ?
A reportagem cita expressamente meu nome e me expõe à execração pública sem o menor respeito para com meu passado profissional aí em Jales e região, pouco se importando que jamais eu tenha sofrido qualquer mácula nos 64 anos que já vivi e que em 39 anos de profissão nunca tive sequer uma advertência do CREMESP por má conduta profissional.

Já no crepúsculo de minha vida, não esperava sofrer tão terrível golpe, assim, à sorrelfa.
Nada, absolutamente nada, nem mesmo a rejeição da denúncia ou minha absolvição pela Justiça vão servir para extirpar da mente de todos os que tiveram contato com a reportagem em Jales e região, a pecha de haver cometido crimes, coisa que nunca fiz.

O mal está feito. O objetivo almejado de me condenar sem processo foi alcançado pelo Procurador da República.
Fica aqui, através de seu blog, o registro de minha indignação e tristeza em razão da abominável conduta empregada para enxovalhar indevidamente o meu nome que, ao longo de sessenta e quatro anos de vida, jamais foi atacado de forma tão grave e injusta.

Ass.: Dalton Melo Andrade, médico residente em Santa Cruz Cabrália por opção de vida, com endereço fixo e conhecido e ainda exercendo a profissão com a mesma seriedade e dignidade de sempre.

16 comentários

  • Anônimo

    kkkkkk…site do cardosinho isento…kkkkk.

    Falando sério: essa história de noticiar denúncias feitas sem a manifestação da justiça ou mesmo sem elas serem julgadas em primeira instância é realmente discutível, seja contra médicos, prefeitos, advogados, etc, contra qualquer cidadão.

  • Joao Missoni Filho

    Caro Dr. Dalton, tenho também me questionado acerca deste tipo de noticia que envolve pessoas de bem, é comum nos dias de hoje a imprensa ( principlamente a grande imprensa ) lançar reportagens acusando pessoas nos mais variados tipos de denuncias, com manchete de capa de jornal e de revista, noticiando possiveis crimes praticados, com amplo destaque, e que ao passar do tempo o mesmo não é confirmado, ficando a manchete dada como se aquilo fosse a verdade, e não dão o mesmo espaço para desmentir a noticia dada, qunado ao fim da investigação o fato não se confirmou, causando como o Senhor afirmou danos absurdos a imagem de pessoas de bem, visto o dano ja ter sido imputado, sem ao menos haver sido ouvida a parte acusada. São estas situações que ocorrem com frequencia na nossa sociedade, entendo a importancia do papel da imprensa livre e democratica, que ajuda a construir uma sociedade mais justa, mas é preciso discutir melhor este tipo de abordagem que as vezes causa tantos prejuizos a pessoas de bem, e é ai que quero ser solidario ao Dr. Dalton por este momento que esta vivendo, e acredito que o tempo é o senhor da razão, e tenho certeza que ao final de tudo isto a justiça será feita e a verdade aparecerá e o Senhor sairá mais fortalecido de tudo isto.

    • Anônimo

      Caro João, muito obrigado por sua solidariedade, é bom ouvir um comentario deste partindo de pessoa limpa e honesta como voce. Creio que toda pessoa de bem que le uma nota como esta fica na mesma situação de indignação e o pior é que o autor fica blindado por recursos e torna-se dificil de ser atingido. Porem, a vida não perdoa ninguem e quero estar vivo para acompanhar a trajetoria ” brilhante ” deste cidadão…

  • Absurdo

    Dr. Dalton….vc precisa ver que o MPF esta fazendo com os advogados aqui em jales!!!! Absurdo total, ainda bem que vcs não estao mais aqui!!!!

  • Anônimo

    CONHECI DR. DALTON, JAMAIS ELE SERIA CAPAZ DE TAIS ABSURDOS COMPUTADOS A ELE POR ESTA IRRESPONSÁVEL TV TEM, CORAGEM DR. PODE TER CERTEZA QUE ESTA NOTÍCIA NOS CAUSOU MUITA TRISTEZA E INDIGNAÇÃO, POIS CONHECEMOS O TEU CARATER, FORÇA, ESTAMOS COM VOCÊ

  • anonimato

    kkkk…..agora vem se passarem de vítimas, são todos farinha do mesmo saco…kkk e quem paga…. o povo brasileiro…

  • ANONIMO

    só a tv tem? a tv, os jornais de jales, da região, esses blogs, tds fazem isso. destroem vidas de pessoas que lutam e trabalham só pra atingir outras pessoas.

    essa mídia suja sempre tem pessoas pro trás e estas pessoas julgam as outras , se acham no direito de escrever qualquer coisa sem o menor comprometimento.

    mas eu pergunto, seria esses pseudo jornalistas pessoas perfeitas, incapazes de erros?

  • Mariana

    Gente vamos deixar de ser hipócritas .. por favor. Se houve denúncia algo aconteceu. Acontece que o pessoal atendido pelo SUS (na maioria das vezes) são tão humildes, sem informações que acham que se procurarem seus direitos não conseguirão nada com isso. Agora se um filho dessas mães que foram atendidas se bandeiam para o lado “aparentemente fácil” do crime, das drogas, do tráfico – É TUDO BANDIDO – TUDO MARGINAL – agora um médico, advogado, empresário é O QUE NESSE PAÍS? tem que ser investigado sim … tem que falar sim … tem que divulgar nomes sim … SE FOSSEM PESSOAS POBRES SERIAM HUMILHADOS O TEMPO TODO… e sem ter esposa advogada para defender. E TENHO DITO

  • Zé Mané

    Esse fato me lembra o caso Grandes Lagos. A PF prendeu, a TV noticiou teve um corre corre de policias pela cidade no dia, mostrou todo o lado que execrava as pessoas,mas em resumo: o que tudo aquilo acrescentou pra Jales?? De cara, acabou simplesmente com mais de 400 empregos diretos. Pessoas e familias destruidas. Não que a empresa estava no melhor caminho, mas acho que poderiam ter multado , deixado trabalhar, gerar mais emprego e progresso pra cidade e os diretores poderiam ter pagado seus erros, mas de pé.
    O mesmo querem fazer com esses médicos. Primeiro os jogam contra à sociedade. Mas pergunto: E os serviços prestados como profissionais, a familia,os amigos? Não importa! O que importa é o anseio das pretensas vítimas que pobrezinhas foram lesadas. Isso dá Ibope, vai render status de super herói a algum Robin Hood. Mas essa queima de fogos não ajuda e não melhora a vida da cidade e das pessoas. Acho correto o eles pagarem o que devem, mas de uma forma mais sensata.

  • Vania

    Gente temos que pensar no futuro. Se esses médicos sair do SUS quem fara partos na Santa Casa? Será que realmente é assim que se procede? Qto ao Senhor Dr. Dalton trabalhei com ele e nunca o vi fazendo algo de ilícito.
    Fique tranquilo Dr. O Senhor tem seu valor para mtos aqui em Jales. Abraços.

  • Anonimo

    Cara Mariana,

    Primeiramente temos que conhecer a pessoa, para depois poder falar.Acredito que em todos os comentários, retirando o seu é claro, todos conhecem a pessoa digna e profissional que foi Dr.Dalton. Então vale a pena conhecer as pessoas para depois falar, lembre-se que todos tem telhado de vidro , inclusive você.E se por um acaso não tem esposa advogada, escolha melhor seus parceiros….

  • Indignado

    É claro que tem médico que fez parto pelo SUS cobrando do paciente. EU E A MINHA MULHER passamos por isso. Não sejamos hipócritas. O suposto exagero do MPF partiu de onde? Se alguem acusa (e esse alguem parece ser uma paciente) deve haver motivo.Se não tem, a justiça é o lugar da defesa. Vai lá e nega.Se não houver prova, inocentado será.
    E os inúmeros casos que o outro médico que já foi diretor da Santa Casa se meteu? É tudo falso, injustiça do promotor? Como assim? Sei de um caso em que foram dois bebês que morreram pelo atraso da cirurgia e foi o mesmo médico que é acusado agora e que foi diretor da santa casa(Não é o doutor Dalton).
    O promotor abre um procedimento e os corporativistas o acusam? O que os comentaristas dizem ás mães e pais das CRIANÇAS MORTAS???????
    Advogado cobrando 50% da aposentadoria de velhinhos analfabetos pode? Médico cobrando de gente pobre por cesariana feita pelo SUS pode? Promotor acusando NÂO PODE?? Como assim? Expliquem melhor!

  • Rinaldo

    Justiça seja feita. Além das vitimas, a nota do dr daltom fala que o promotor cita o seu nome. A reportagem cita o nome mesmo, mas o promotor não menciona os nomes em nenhuma reportagem que assitimos.
    Se as vitimas mencionam os nomes e o processo é publico o que culpa tem o promotor do mpf?

  • chico

    Ainda bem que temos estes homens na Justiça.
    Investigar é preciso.

  • Anônimo

    Chico ninguem esta diizendo que não é preciso investigar, o que se questiona é de como as coisas são divulgadas antes mesmo da investigação.

  • Chico

    Caro anônimo. Os pedidos do procurador só foram feito depois da investigação.Houve investigação e ele tomou as medidas com base nelas. A notícia é que ele fez os pedidos e não que os pedidos foram aceitos e os acusados por ele foram condenados e presos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *