EM OFÍCIO A PREFEITOS, CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE PEDE AQUISIÇÃO DE NOVO APARELHO DE RAIO X PARA A UPA DE JALES

O presidente do Conselho Municipal de Saúde de Jales, José Célio Martini, enviou ofício aos prefeitos dos 16 municípios que integram o Consórcio Municipal de Saúde – incluindo o presidente do consórcio, Flá Prandi – solicitando a aquisição de um novo aparelho de Raio-X para a UPA de Jales.

De acordo com Martini, o aparelho utilizado pela UPA é antigo e, neste momento de pandemia, está dificultando o diagnóstico dos pacientes que procuram aquela unidade de saúde com suspeita de covid-19. 

Eis o teor do ofício:

Tendo em vista que o aparelho de Raio X da UPA (Unidade de Pronto Atendimento 24h) de Jales se encontra bastante obsoleto, com qualidade muito ruim das imagens, conforme afirmado por médicos que recebem diagnósticos diariamente e pela própria equipe gerencial da UPA, solicitamos seja providenciada a compra de um novo aparelho (se possível, digital), com recursos da Covid-19, provenientes dos governos estadual e federal.

O problema em questão é antigo, conforme acompanhado por este presidente há anos e, apesar dos esforços articulados, não se resolveu. Além disso, o próprio Comitê de Enfrentamento à Pandemia de Jales apontou que a atual situação do Raio X dificulta o diagnóstico eficiente da doença, também confirmado pela Secretaria de Saúde.

Saliente-se que, além de atender as necessidades urgentes no enfrentamento da pandemia, o novo aparelho contribuirá para a melhoria contínua do atendimento aos pacientes da região, após a situação do novo coronavírus.

Cumpre destacar que os municípios consorciados haviam se comprometido em contribuir financeiramente com a ala Covid da Santa Casa de Misericórdia de Jales. No entanto, isso não se fez mais necessário, haja vista a entidade hospitalar ter recebido recursos de outras fontes de custeio.

O ofício de Martini destaca, ainda, os valores recebidos por cada um dos municípios que integram o Consirj:

Aspásia (R$ 203,7 mil), Aparecida D’Oeste (R$ 469,3 mil), Dirce Reis (R$ 200,5 mil), Dolcinópolis (R$ 236,5 mil), Jales (R$ 5,4 milhões), Marinópolis (R$ 236,2 mil), Mesópolis (R$ 213,4 mil), Palmeira D’Oeste (R$ 1 milhão), Paranapuã (R$ 456,1 mil), Pontalinda (R$ 517,6 mil), Santa Albertina (R$ 672 mil), Santa Salete (R$ 178,8 mil), Santana Ponte Pensa (R$ 166,3 mil), São Francisco (R$ 335,5 mil), Urânia (R$ 1 milhão) e Vitória Brasil (R$ 205,8 mil).

2 comentários

  • BIGBOSS

    FLA hoje sofre as consequências de suas escolhas.
    Quando Jales andava rumo ao progresso Martine era apenas vendedor de celular, (líder) no setor por sinal. Na área política Martine era tido como um zero à esquerda e, esquerdista bitolado que sempre foi.
    No governo atual nosso amigo é PRESIDENTE DO CONSELHO MUNICIPAL.
    Então FLA vc está colhendo as frutas das sementes que plantou.
    Seu patrão Rodrigo Garcia, ao lado de Doria não ganha nem para síndico de prédio.

    Então aproveita esses últimos meses sendo autoridade municipal que sempre foi seu sonho.
    Bem vindo LUIS HENRIQUE o futuro prefeito municipal de JALES, um forasteiro “muito bem quisto por sinal em sua terra natal Buritama” e assessor do exemplar dep VADAO kkkkkk.

    POBRE VILA JALES!

  • Nois

    Senhor Martini e Senhor Prefeito! procurem se informar melhor! por acaso vocês não lê o que assinam e as publicações em jornais? está aquisição já está reivindicada e aprovada nos planos de trabalho e orçamentos do CONSIRJ a anos! se não me falha a memória isso vem sendo repetido nos orçamentos e planos de trabalho do CONSIRJ desde o ano de 2004.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *