ENCONTRO DE COMITIVA JALESENSE COM SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PARA PEDIR MAIS POLICIAIS FOI ADIADA

Magino-BarbosaEstava marcado para hoje, segunda-feira (03), o encontro que uma comitiva da região de Jales – comandada pelo Fórum da Cidadania – teria com o secretário estadual de Segurança, Mágino Alves Barbosa Filho (foto), para pedir mais policiais para a Seccional de Jales, integrada por 22 municípios. Estava…

Segundo informações da Prefeitura de Jales, o encontro foi adiado e remarcado para a próxima terça-feira, 11/07. O prefeito Flávio Prandi espera que pelo menos a metade dos 22 prefeitos estejam na delegação que viajará a São Paulo. Muitos dos 22 municípios estão sem delegado, investigador e ou escrivão, e correndo o risco de ficar sem nenhum policial.

A respeito desse assunto – a falta de policiais em todo o estado – o site da revista Istoé publicou matéria nesta segunda-feira. Ei-la:

Em ao menos oito cidades do interior paulista, a Justiça tem dado liminares, neste ano, obrigando o Estado a aumentar o contingente da Polícia Civil, com problema de defasagem. As medidas foram dadas em Piracicaba, Charqueada, Saltinho, Águas de Lindoia, Leme, Jales, Ilha Solteira e Itapura. A gestão Geraldo Alckmin (PSDB) tem recorrido das sentenças.

Em março, o Estado mostrou que em 40% dos 645 municípios do Estado não há delegado. O déficit de agentes na Polícia Civil chegava a 9 mil cargos.

No dia 20, a Justiça de Piracicaba determinou a nomeação e lotação de 110 policiais – entre delegados, escrivães e agentes – para as delegacias da cidade, além de sete para Charqueada e Saltinho, na mesma região.

O entendimento do juiz foi de que os documentos apresentados pelo Ministério Público Estadual (MPE), autor da ação, comprovam a falta de mão de obra nos distritos policiais e delegacias especializadas, impossibilitando a Polícia Civil de prestar serviço com eficiência.

Em Jales, a sentença deu 60 dias para o Estado apresentar cronograma de recomposição do quadro. Só 20 dos 32 cargos de delegado, diz o MPE, estão lotados e os titulares de oito já estão prontos para aposentar. Sete municípios da região não têm delegado.

Liminar semelhante foi dada em Leme, onde há 31 policiais civis e deveria haver ao menos 49, diz o MPE. Em Ilha Solteira, o prazo também é de 60 dias – até setembro – para recompor a Delegacia de Defesa da Mulher local e para a cidade de Itapura.

Outro lado:

As ações foram encaminhadas para a Procuradoria-Geral do Estado (PGE), segundo a Secretaria de Segurança Pública. Já a PGE disse ter recorrido nos casos citados por entender que as decisões caracterizam interferência do Judiciário em questão de competência do Executivo. As ações ainda não tiveram julgamento definitivo e, informou o órgão, em alguns casos, os cargos foram providos por iniciativa do Estado.

Segundo o governo, em maio deste ano foram empossados 922 novos servidores para a Polícia Civil – 74 delegados, 321 investigadores e 527 escrivães.

6 comentários

  • Edificador

    11/07 né cardosinho

  • Aprovado no concurso de 2013

    Não esquecendo da Polícia Técnico Científica !!!
    Defasagem total!!

  • Refinado

    Não tem haver com a noticia, mas andando pelo comercio de ontem avistei e fotografei os seguintes fatos:
    Rua 10 – Um restaurante com duas cadeiras na via segurando vaga para ninguém estacionar
    Rua 08 – Uma loja de moveis (ao lado do lojão do 1,99) com duas cadeiras na rua segurando vaga para ninguém estacionar
    Quem sabe solicitando mais policiais tenha alguma fiscalização.

    • Refinado

      **”andando pelo comercio de Jales ontem,”

      • Santastico

        Bom dia à todos, aproveitando este gancho no assunto, e essas entradas para estacionamento dos proprietários, ao lado ali da loja do Mansueli tem, só lado da Maricá tem, enfim isso é legalizado ?, com a palavra os mais entendidos.
        Inclusive em Santa Fé do Sul, nem farmácia tem direito de ter estacionamento especial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *