FALECE EM JALES, AOS 65 ANOS, O POETA FRANCISCO VALDO DE ALBUQUERQUE

DSC00625 valdoFaleceu hoje de manhã, aqui em Jales, o servidor público municipal aposentado  Francisco Valdo de Albuquerque, que vinha lutando contra um câncer, descoberto no início deste ano.

Nascido em Conceição do Piancó – a mesma cidade onde nasceu Elba Ramalho – no Estado da Paraíba, Chico Valdo faria 66 anos no próximo dia 05 de agosto. Ele foi o primeiro servidor municipal a ocupar a presidência do Instituto Municipal de Previdência Social, onde ficou até 2012. Na Prefeitura, ocupou, também, os cargos de secretário da Educação (no mandato do ex-prefeito Viola) e secretário da Saúde (na administração Rato).

Chico Valdo era, igualmente, um inspirado poeta. Publicou livros de poesia, entre eles “Canto Semental Livre“, e participou ativamente da vida cultural da cidade. Foi, também, compositor de músicas, algumas delas premiadas em festivais. Amante do jazz, apresentou, na Rádio Assunção, o programa “Encontros com o Jazz“.

O corpo de Valdo será velado no Velório Municipal. Segundo informações da Ângelus Funerária, o sepultamento ocorrerá amanhã, mas o horário ainda não foi definido pela família.

Post Scriptum: o sepultamento de Valdo será às 10:00 horas desta terça-feira  

13 comentários

  • edson

    figura polêmica, mais quem seria de nós se não fosse a polêmica; tivemos sérias divergências, muitas delas agudas até mesmo, mas ao mesmo tempo aprendemos tantas outras coisas, mesmo que em discussões acaloradas – aliás as mais interessantes – o que nunca faltou foram sólidos argumentos, a despeito do antagonismo….. VAI CHICO, nem sedo nem tarde, ao compasso apenas……

  • Celio

    Meus sentimentos aos familiares e amigos.

  • Gerôma.

    Fiquei triste.

    Eu tenho (verbo no presente mesmo) muita simpatia pelo Valdo.

  • Joselita Izaias Ramos

    Valdo era um ser humano sem comparação, não fazia questão de agradar era autêntico, era o que era. Meu primeiro chefe no serviço público, mas para mim se tornou referência de vida. Exemplo de ética e cultura ímpar. Não me lembro de ter conhecido alguém tão culto, valorizava o conhecimento acima de tudo. Defensor da nossa cultura brasileira, como ninguém. E como aprendi em suas reuniões de trabalho, que eram sempre precedidas por discussões que partiam de um tema filosófico, política, uma poesia, afinal, professor tem que ser assim….tem que ter conhecimento, acima de tudo.
    Jamais esquecerei sua lição, numa dessas reviravoltas políticas e nosso cargo, se viu ameaçado: “não tenham medo, tenham conhecimento”!!Esta frase segue em mim por toda minha vida.
    Sinto muito orgulho em ser a primeira aprovada em concurso de uma prefeitura de um município pequeno, longe dos grandes centros, quando concurso, nos idos de 1987 não era obrigatório, mas Valdo mostrou que era a forma mais justa de ocupação de empregos públicos.
    Sim, a constituição também fazia parte de seus temas, antes das reuniões de trabalho..
    O Brasil precisa de mais pessoas como Valdo, precisamos de mais chefes como ele, muitas vezes odiado, controverso, mas autêntico, sem frescura, sem falsa polidez como ele dizia…
    Muita admiração, dessas que se tem por um ídolo, e não poderia ser diferente, Valdo me apresentou Dostoiévski e que possivelmente tenha me levado para o caminho do Direito…
    A tristeza que sinto agora é não ter dito isso ao próprio interessado, talvez por comodismo, oportunidade, sei lá… (ou talvez por medo…ele não era simpático!!!).
    Saudade de um tempo de muito aprendizado. Não sei se desejo que Deus o tenha em bom lugar, pois não sei se ele professava alguma crença, talvez fosse agnóstico, não sei…Por isso descanse em paz !!!

  • Sheila Maria Vieira de Moura Lemos

    Francisco Valdo de Albuquerque era o irmão mais novo da minha avó Edith Moura, cuja a mesma, está com 93 anos de idade, foi com grande pesar que recebemos esta triste noticia…Que Deus lhe conceda o repouso eterno! Para Fátima e filhos lembranças de: Edith Moura, Valteri, Chico Vieira e Família.

  • Luiz

    Mestre amigo e conselheiro nos momentos mais difíceis que passei. Morre um amigo, fica a saudade. Descanse em paz meu Amigo.

  • Luis Especiato

    A cerca de 20 dias, fiz uma visita ao meu amigo Valdo, conversamos por cerca de 2 horas. Durante a conversa, apesar de observar a debilidade do corpo, também observei a fortaleza da alma de Chico Valdo, pois como sempre, e de forma bem humorada me deu uma aula de autenticidade, simplicidade e força. Falou da gravidade da doença, mas não fez nenhuma reclamação e ainda me serviu bolo e suco durante a agradável conversa. Apesar de sair de sua casa preocupado, tive a certeza de sua grandeza de espírito e de caráter. Agradeço a Deus a oportunidade de ter convivido em vários momentos com essa figura enigmática, culta e de grande sabedoria. Quero manifestar meus sinceros sentimentos à família e agradecer por sua amizade sincera e verdadeira. Que Valdo possa continuar recitando seus poemas lá céu. Vai em paz meu irmão.

  • A Rádio assunção já teve programa que tocava jazz? Não sabia.

  • Valdeci Ferreira Xavier

    Meu amigo Valdo, que Deus o receba com todo amor e carinho.
    À família, meu sentimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *