FESTIVAL DE TEATRO TERÁ ESPETÁCULO PREMIADO NA MANHÃ DESSA QUINTA-FEIRA. À NOITE, BAILARINA APRESENTA SOLO DE DANÇA

refugo1

Nessa quinta-feira, 05, a Trupe Dunavô, formada por Renato Ribeiro, Gis Pereira e Gabi Zanola, apresenta “Refugo Urbano”, no Teatro Municipal de Jales. A apresentação, que faz parte da programação do 8º Festival Nacional de Teatro, começa às 10h00 e a entrada é gratuita. No vídeo abaixo, matéria da Globonews sobre a Trupe:

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

A Trupe Dunavô tem em seu histórico uma aclamada temporada no Centro Cultural São Paulo no ano de 2015, quando surpreendeu a todos estreando uma delicada fábula, que obteve enorme sucesso de público, chegando a esgotar ingressos na Sala Jardel Filho (a maior do Centro Cultural São Paulo, com cerca de 320 lugares). Nessa temporada de estreia, atraiu também os olhares da crítica especializada, recebendo duas indicações para o Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem, nas categorias Melhor Atriz (Gabi Zanola) e Prêmio Sustentabilidade, categoria com a qual foi premiado. Em uma votação especial, organizada para escolher os melhores do ano, o espetáculo foi ainda eleito pelos leitores do Guia Folha como Melhor Espetáculo Infantil do Ano de 2015.

refugo“Refugo Urbano”, conta a história de dois palhaços vindos de universos particulares e completamente distintos, que a partir de um encontro improvável, passam a conviver e lidar com suas diferenças. Pamplona é uma catadora de lixo e Claudius, um lixeiro. Eles se encontram em um beco esquecido da cidade, e passam a ter um divertido convívio em meio ao improvável. Com brincadeiras circenses, corpo cômico, malabarismo e o divertido jogo do palhaço, a Trupe DuNavô diverte e surpreende o público com uma possível história de amor.

O espetáculo traz para o palco o resultado dos experimentos anteriores da trupe, pesquisando a máscara do palhaço e realizando intervenções urbanas, onde entraram em contato com a realidade das ruas do centro de São Paulo e de algumas periferias. Dessa forma, a Trupe aprofunda suas pesquisas em torno do tema do refugo urbano, colocando sobre essa realidade outra perspectiva, explorando o que há de mágico na fria e crua realidade de quem vive à margem na sociedade.

Quem explica essa experiência é Gis Pereira, uma das integrantes da Trupe: “Queríamos trazer muitas das experiências e histórias com as quais estivemos em contato durante a nossa jornada de intervenções urbanas pelas ruas de São Paulo. Um dos nossos objetivos era tratar do que é invisível na cidade e expor um universo com o qual ampliamos a nossa pesquisa e para o qual levamos a linguagem do palhaço. Pretendíamos, também, expor o amor, o encantamento, os conflitos, as decepções, as diferenças entre os indivíduos e uma série de outros sentimentos.”

Se você ainda não conhece o trabalho deste grupo, se programe para assistir este espetáculo, junto com sua família. As risadas e as emoções são garantidas!

después2

“Refugo Urbano” não é a única peça programada para esta quinta-feira, no Festival Nacional de Teatro de Jales. Às 20:00 horas, a Cia das Artes, de Campinas,  apresenta o espetáculo de dança “Después”. O solo da bailarina Ana Clara Amaral tem a direção de Eduardo Brasil e foi contemplado pelo Programa de Ação Cultural da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo 2015, na categoria circulação de espetáculo de dança.

A proposta da criação do solo de teatro dança “Después” baseia-se em uma sensação de “após a festa”. A temática das festas e bailes de carnaval ajudam a compor o cenário solitário de uma casa, onde uma mulher busca, a partir de sua realidade nua, criar devaneios para suportar a pós euforia da quarta-feira de cinzas.

1 comentário

  • PUXA MAS QUE PUXA

    Simplesmente imperdível este festival; muito bem organizado, espetáculos de alta qualidade, com termas variados…. PARABÉNS aos organizadores e todos que estão colaborando……

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *