GOVERNADOR ALCKMIN VETA PROJETO QUE HOMENAGEAVA SAUDOSO CARLOS VENTURINI

DSC00812-ED

O governador Geraldo Alckmin vetou diversos projetos de lei aprovados pela Assembleia Legislativa de São Paulo, conforme publicações do Diário Oficial do Estado (DOE), deste sábado.

Entre eles, o projeto de lei nº 505/2011, do deputado Carlão Pignatari, que dava o nome do saudoso Carlos Venturini ao trevo localizado no km 585,443 da Rodovia Euclides da Cunha. 

Em sua justificativa, o governador reconhece os méritos do falecido empresário jalesense, mas viu-se obrigado a vetar o projeto por uma questão meramente técnica. Eis o que ele argumentou:

Ao examinar o assunto, a Secretaria de Logística e Transportes se contrariamente à medida, na esteira de parecer técnico exarado pelo Departamento de Estradas de Rodagem – DER, pois no local existe o Dispositivo de Acesso e SPD 585/320 e não um trevo, o qual, na verdade, está localizado no Km 585,476 da aludida rodovia.

Permito-me ressaltar, ainda, que não faltará, por certo, melhor oportunidade para que se concretize a homenagem a que se refere a iniciativa.

Em que pese a diferença de alguns metros, a homenagem seria mais do que merecida, inclusive porque o trevo – ou dispositivo de acesso, como queiram – fica ali pertinho das Indústrias Venturini.

Carlos Venturini foi um dos primeiros industriais de Jales. A história de sua empresa começou em 1956, quando ele fundou, aqui em Jales, a Fábrica de Ladrilhos e Artefatos de Cimento Nossa Senhora Aparecida.

Hoje, o Grupo Venturini é um dos maiores empregadores de Jales.

12 comentários

  • Anônimo

    Perdeu meu voto!!!

  • Bruno Almeida

    Qual seria o real motivo do veto? Isso que foi apresentado me parece apenas uma “desculpa”.

  • Anônimo

    Incompetência da assessoria do Carlão. Verdadeiro vexame.Cabe agora reapresentar o pedido e agora da forma correta.
    O camarada/companheiro Cardosinho, petista que é, faz um esforço enoooorme, diria gigantesco, pra tentar desqualificar o governador Alckimin. Mas acho que vai ser inútil.

    • Quanta bobagem, amigo. Você viu alguma crítica ao governador? Acho que vocês, tucanos, andam vendo fantasmas. Eu apenas me limitei a dar a notícia. Em casos assim, o governador apenas assina o que a sua assessoria jurídica prepara.

  • Edmundo

    Pertinente a colocação referente ao governo PSDB. Em quase 20 anos de administração eles fizeram pra São Paulo:
    – Venderam a FEPASA (mas ficou com a folha de pagamento dos funcionários e dos aposentados)
    – Venderam a CESP, patrimônio importante do Estado.
    -Privatizaram as rodovias num modelo incompetente em que não conseguem nem barrar os reajustes dos pedágios.
    – Aniquilaram os professores e a educação, com a tal progressão continuada, onde o aluno chega no fim da escola e não sabe nem ler e escrever.
    – Sucatearam a segurança com policiais sem motivação, onde o pior holerite é do Estado de São Paulo (só comparar com outros estados). O resultado tá aí, a população refém de criminosos e a goleada do PCC nesse governo.
    – As Santas Casas do Estado mais rico da União estão em estado de penúria,sucateadas salvo uma ou outra, esmolando migalhas de políticos e a colaboração dos cidadãos.
    – Corrupção no metrô da capital, onde a reforma dos trens ficaram mais caras que comprar novos vagões.
    Sem contar um monte de apaniguados mamando nas tetas do Estado com boquinhas esparramadas por várias cidades há anos e anos, inclusive aqui em Jales.
    E ainda esses pseudos tucanos) (que são um apanhado de correlegionários de outros partidos em decadência) batem no peito dizendo que são honestos, como se honestidade fosse virtude e não obrigação. Tá dando nojo de política.

  • Anônimo

    Não era pra homenagear o pai da Nice?

    • Era. Um projeto do Campos Machado dava o nome do pai da prefeita ao viaduto. Mas o projeto do Carlão Pignatari entrou primeiro. Além desses tinha um projeto do Itamar Borges também.

  • EU E ELE

    VENTURINI conheci teu pai e bati vários papo com ele, Homem Do bem Empreendedor que adorava jogar uma Bocha, era seu grande divertimento.
    E realmente foi um dos PRIMEIROS EMPRESÁRIO de Jales, fundando a muitos anos essa Firma agora toca pela sua Família.
    Merecia sim ter seu nome vinculado ao Trevo no KM 545 da Rodovia Euclides da Cunha, esse veto do Governador ta me cheirando marmelada. Vamos ver no futuro o que vai acontecer. Mas mesmo assim parabéns.

  • Edson Francisco

    Pura bobagem, a homenagem é merecida, mas qualquer que seja ela nunca será suficiente para equivaler à grandeza do nosso saudoso Sr. Carlos Venturini, pois o seu legado não esta restrito à sua cidade de Jales, visto que o seu projeto avançou fronteiras que um simples e confuso viaduto seria incapaz de cobrir as lacunas que ele galhardamente soube preencher com seu dinamismo e determinação. Que a memória faça justiça à este grande homem.

  • Meticuloso

    Correta a atitude do governador. Quanto ao nome do saudoso Carlos Venturini, merece todo nosso respeito e apreço, mas nao amam a Jales como se aparenta. Por exemplo, tem uma empresa vinculada a cidade mas nao a prestigia. Recentemente um amigo meu corretor de imóveis, disse que a familia Venturini simplesmente virou as costas para as imobiliarias e corretores de Jales no que se refere ao recente loteamento Vila Mariana, e contrataram uma Empresa de SjRio Preto para intermediar as negociações. Claro que isso nao é tudo, a escolha são deles, mas o pior que segundo esse amigo, fizeram algumas reuniões com os profissionais do setor e prometeram a todos que teriam uma participação, e isso deixou muitas pessoas tristes e solidarias com o acontecimento. É hora de pensarmos antes de criticar.

  • Profeta

    Concordo plenamento com vc amigo “Edmundo”, com seus comentarios sobre esse”tucanato” que ja governa o Estado há muitos anos, estamos reféns desses politicos, que aparentam mas não sao de nada, alias, iguais aos outros que andam criticando por ae. E tem mais, a ultima foi que aprontaram com os Professores, é realmente lamentavel. Teriamos que tira-los do poder o mais urgente possivel…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *