INSCRIÇÕES PARA ELEIÇÃO DO CONSELHO TUTELAR COMEÇARAM HÁ DUAS SEMANAS

O prazo para os interessados em concorrer a uma vaga de conselheiro tutelar em Jales providenciar suas inscrições começou há duas semanas, no dia 06 de maio,  e vai até o próximo dia 05 de julho.

Segundo informações, muitas gente já procurou a sede da Secretaria de Assistência Social (foto), na Avenida Arapuã, onde estão sendo recebidas as inscrições, em busca de informações sobre as eleições, mas, até o final de semana passado, não havia nenhum inscrito.

A expectativa, no entanto, é de que as cinco vagas do Conselho Tutelar deverão ser disputadas por mais de 30 candidatos. Nas eleições de 2015, foram 31 os candidatos inscritos. O advogado João Luiz Socorro de Lima, assessor jurídico do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), lançou uma alerta para que os interessados não deixem para se inscrever no último dia, pois alguns dos documentos exigidos não podem ser obtidos da noite pro dia.

Para se inscrever, o candidato não poderá ter idade inferior a 21 anos e terá que residir em Jales há mais de cinco anos, além de possuir, no mínimo, o segundo grau completo. Eis os documentos exigidos para inscrever-se:

  • certidão negativa de distribuição criminal do Poder Judiciário Estadual e Federal;
  • certidão expedida pela Vara de Execuções Criminais da Justiça Estadual;
  • certidão de quitação eleitoral;
  • certidão de nascimento ou casamento;
  • documentos pessoais, como RG, CPF e Título de Eleitor e certidão de nascimento ou casamento.

A eleição marcada para o dia 06 de outubro deste ano será a décima, desde que o Conselho Tutelar de Jales – o primeiro do estado e o segundo do país – foi criado, na década de 90. A primeira eleição foi realizada em 1992, quando 4.119 eleitores jalesenses compareceram às urnas.

De lá para cá, o número de candidatos vem aumentando ano a ano, mas, em contrapartida, o número de eleitores vem diminuindo. Na eleição de 2010, tivemos a participação de 2.894 eleitores, número que caiu para 2.723 eleitores em 2013. Em 2015, mais uma queda, com apenas 2.511 eleitores comparecendo às urnas. 

1 comentário

  • Se uma mãe e um pai não der conta de um filho quero ver conselho tutelar dá, dinheiro jogado fora, se nem a polícia dá conta, filho tem que ser educado pelos pais, sem intromissão de terceiros, culpa do governo que não faz uma lei pra operar essas mulheres que fazem filhos sem condições de educar. A ideia é quanto mais gente sem noção mais votos sem sem compromisso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *