JALES ABRIU 78 EMPREGOS EM JULHO, MAS SALDO DO ANO CONTINUA NEGATIVO

Os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) divulgados na sexta-feira, 21, pelo Ministério da Economia, mostram que, em julho, Jales registrou 258 admissões e 150 demissões, resultando na abertura de 78 novos empregos formais, ou seja, com carteira assinada. 

Mesmo com o resultado positivo de julho, o saldo da geração de empregos em Jales, neste ano, continua negativo. Nos sete primeiros meses de 2020, a cidade fechou 150 postos de trabalho. O mesmo acontece em Fernandópolis, onde foram produzidos 64 novos empregos em julho, mas, no ano, o saldo é negativo com o fechamento de 132 postos.

A pior situação é registrada em Santa Fé do Sul, onde, apesar dos 109 novos empregos abertos em julho, o saldo do ano continua bem negativo, com 686 vagas de trabalho fechadas. Em Votuporanga, o cenário é o mesmo: 247 novos empregos produzidos em julho, mas, nos sete meses do ano, o saldo é de 395 empregos fechados.

E em pelo menos dois pequenos municípios da região, a situação é bem melhor que Jales. Santa Albertina abriu 17 novos empregos em julho e, no ano, registra 92 novos postos de trabalho. E Vitória Brasil abriu 07 novos empregos em julho e, no somatório do ano, registra 25 novas vagas com carteira assinada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *