JALES FECHOU 155 EMPREGOS FORMAIS EM ABRIL

O desgoverno Bolsonaro conseguiu bagunçar até as estatísticas do emprego formal que eram divulgadas mensalmente pelo CAGED, do extinto Ministério do Trabalho.

Neste ano, as mudanças feitas no CAGED nos deixaram sem informações desde janeiro. No final de maio, foram divulgadas, finalmente, os números dos quatro primeiros meses do ano, mas, sinceramente, não estou conseguindo acessa-las, de modo que vou me guiar pelas informações da imprensa regional.

Essas informações dão conta de que Jales vinha registrando saldo positivo até março, com a abertura de 52 novos empregos com carteira assinada. Mas veio o coronavírus e com ele o fechamento do comércio e, como consequência, o fechamento de empregos. Em abril, foram fechados 155 empregos na cidade e o saldo do ano, que era positivo, ficou bem negativo.

Esses números se referem, porém, apenas ao emprego formal, ou seja, com carteira de trabalho assinada. É provável que, no emprego informal, a queda tenha sido bem maior.

Afinal, o IBGE está calculando que, desde o início da pandemia, o Brasil fechou cerca de 4,9 milhões de empregos, dos quais menos de 900 mil eram empregos formais. Se essa proporção for seguida aqui em Jales, significa que cerca de 560 empregos informais podem ter sido fechados em nossa cidade.

3 comentários

  • Thiago

    Povo preocupado com emprego e renda.

    Agora é hora de pensar na vida, não na economia.

  • Zoião

    Desgoverno só do Bolsonaro? e o governo local o que está fazendo para gerar empregos?

    • Jales já tá cheia de cabide de empregos, tudo terceirizado, tem que haver interesse empresarial , a região não favorece as empresas, dias a trás eu vi uns varredores de rua varrendo a avenida que vai pro Pedro Nogueira, eles estavam correndo atrás das folhas mas o vento era mais rápido, seria cômico se não fosse trágico. literal.dnte correndo atrás do pão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *