JALESENSE TEVE CASA DESTRUÍDA POR CHUVA EM OURINHOS

seixas-ed

Eu não sou muito ligado nas coisas do Facebook, de modo que somente ontem fiquei sabendo dos maus bocados pelos quais passou o meu amigo Luiz Carlos Seixas, o Bochecha, jalesense radicado em Ourinhos há muitos anos.

O Seixas me mandou e-mail para contar que o filho dele – Glauber Seixas, que já está sendo considerado um dos grandes violonistas do Brasil – participaria, no domingo, de um show com Paulo César Pinheiro e Wilson das Neves, no Rio de Janeiro.

Ontem, visitei a página do Seixas no Face, em busca de mais informações sobre o show, e foi quando tomei conhecimento sobre as chuvas que destruíram a casa dele e quase o levaram. Felizmente,  ele está bem.

A foto lá de cima mostra um encontro de músicos – entre eles, o maestro Cristovão Bastos – realizado em 2012, na casa do Seixas, em Ourinhos. Na parede, vários quadros do artista jalesense Armando Pereira da Silva, sobre quem o Seixas está preparando um livro.

bochecha, leninha e renatoO Seixas – que é filho do farmacêutico Bernardino Mendes Seixas e sobrinho do seo Genésio Seixas – foi um dos grandes ganhadores de festivais de música, quando Jales tinha esses festivais. Na foto ao lado, ele aparece com o troféu de um desses festivais, acompanhado pela Leninha Baitello e o irmão Renato.

Além de tocar razoavelmente um violão, o Bochecha era, com um pouco de exagero, um grande goleiro. Depois de, por algumas vezes, machucar os dedos – imprescindíveis para um violonista – ele preferiu encerrar a carreira futebolística. 

Em 1982, Toquinho incluiu duas músicas do Seixas, no primeiro disco gravado por ele após a morte do Vinícius.  A reportagem do Tem Notícias entrevistou o Seixas, que falou sobre o drama vivido por ele. Veja aqui

2 comentários

  • Anonimo

    cardosinho, não tem nada a ver com esta notícia, mas está correndo um burburinho na cidade depois daquele artigo do Dr. Pedro Calado sobre o laudêmio de que qualquer cidadão pode recorrer a Justiça para reaver o dinheiro pago a família Jales. Procede isso ? Senhooor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *