JORNAL DE JALES: AUTORIDADES CRIAM GRUPO DE WHATSAPP EM JALES PARA DEBATER AÇÕES DE ENFRENTAMENTO AO CORONAVÍRUS

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, onde o principal destaque são os casos suspeitos de coronavírus em Jales. A boa notícia é que Jales não registrou novos casos em 48 horas, permanecendo, no sábado(28/03), com os mesmos 18 casos contabilizados na quinta-feira(26). Outra boa notícia é que um homem e uma mulher que estavam internados com suspeita de coronavírus, receberam alta e retornaram para suas casas, permanecendo em isolamento domiciliar. Segundo o jornal, os casos positivos da doença na região noroeste já eram 11 na sexta-feira, sendo 09 em Rio Preto, 01 em Fernandópolis e 01 em Mirassol. Já os casos suspeitos na região noroeste somavam 595 na sexta-feira. Em Jales, todos os 18 casos suspeitos continuam aguardando o resultado dos exames enviados ao Instituto Adolfo Lutz.

O jornal está destacando, também, a carreata de bolsonaristas que saíram em caravana pelas ruas centrais de Jales na tarde de sexta-feira, 27, para protestar contra o fechamento do comércio. A manifestação – que foi proibida pela Justiça em outros municípios – promoveu um buzinaço para chamar a atenção da população sobre a reivindicação. A matéria informa que a carreata contou com o apoio de empresários, comerciantes, motoristas de aplicativos e autônomos, segundo os banners de divulgação do movimento pelas redes sociais.

O destaque obtido pelo jovem Bruno Eidi Nishimoto, que foi escolhido melhor aluno da turma de formandos em Engenharia, pela Escola Politécnica da USP; as medidas de prevenção contra o coronavírus providenciadas pela direção do Lar dos Velhinhos; a preocupação da Polícia Militar com o consumo de produtos onde apenas a venda está permitida, como é o caso de bares e lanchonetes; as denúncias registradas na Vigilância Sanitária sobre estabelecimentos que insistem em abrir; a vacinação realizada no comboio, no sistema “drive thru”, que atingiu cerca de 500 idosos; e a mudança no horário de funcionamento dos postos de combustíveis de Jales, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior está destacando o grupo de whatsapp chamado “Covid 19 – Diálogo”, criado em Jales há pouco mais de uma semana, com o objetivo de debater iniciativas para o enfrentamento do coronavírus. Integram o grupo autoridades de todos os poderes e também representantes da sociedade civil. Segundo o colunista, “a iniciativa foi de membros do Poder Judiciário com o objetivo de estabelecer um espaço amplo de diálogo que possam resultar em soluções que contemplem o interesse coletivo em momento tão difícil”. O debate de ideias entre os membros do grupo já resultou em diversas ações, algumas inclusive já implementadas.

Obs: Sobre o grupo “Covid 19 – Diálogo”, tentarei publicar um post, ainda hoje, detalhando as 63 ações já discutidas e aprovadas. Uma delas diz respeito ao repasse, pela Câmara Municipal, de R$ 350 mil para a Santa Casa investir na compra de respiradores mecânicos. 

6 comentários

  • Trabalhar fica doente? Eis a questão!

    Se os comerciantes jalesenses fizeram manifestação para abrirem o seu comercio. Com certeza, os seus funcionários não querem voltar. Eles acham que não tem condições de lidar com o publico e com a doença.
    Mas devagar poderiam liberar os restaurantes de rodovia, lojas de material de construção, lojas de conveniência, etc. O momento é delicado! Existe a pressão dos comerciantes mas existe o medo da explosão dos números de infectados. O que fazer?
    Primeiro estado a aderir à campanha de Bolsonaro a retomada das atividades, Santa Catarina anunciou um plano para abrir o comercio, a partir de 4a. feira. Mato Grosso e Rondônia decidiram liberar parcialmente o comércio e os serviços. No entanto, muitas decisões foram contestadas por prefeitos, que mantiveram locais fechados.

  • Ricardo Junqueira

    A única certeza que reina em nosso município é a incerteza!!!
    Há mais de 10 dias temos casos suspeitos, e a única notícia que circula, é que, amostras foram enviadas para realização de exames junto ao Instituto Adolfo Lutz. Exames estes que nunca chegam!!! Comerciantes, população são reféns de meras suposições e especulações, em meio a tudo isso, assistimos uma queda de braço, entre o Presidente Jair Bolsonaro e os governadores, e o núcleo central desta ferrenha disputa é o interesse político. Mas um lúcido Ministro da Saúde está defendendo bravamente os brasileiros, mesmo sofrendo pressões dos diversos tipos e variados segmentos!!!
    Que Deus nos guie para termos calma e sensatez em nossos atos e atitudes!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *