JORNAL DE JALES: CÂMARA TERÁ QUE DERRUBAR LIMINAR ANTES DE JULGAR CASSAÇÃO DE NICE

DSC01592Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo que destaca o imbróglio envolvendo a prefeita Nice Mistilides. De acordo com o jornal, a prefeita ainda tem alguns dias para apresentar sua defesa final à Comissão Processante. O prazo para que a Comissão apresente seu relatório termina no dia 27 de janeiro, mas o presidente da Câmara, Tiquinho, só poderá convocar a sessão de julgamento depois que for derrubada a liminar obtida por Nice no TJ-SP.

O JJ está informando, também, que, depois de alguns dias ausentes das prateleiras, os extintores do modelos ABC já podem ser encontrados em Jales, mas, em alguns casos, é necessário que o dono do veículo entre em uma fila de espera, uma vez que os postos de combustíveis e outros pontos de venda recebem cotas semanais do produto.

O jornal destacou, ainda, o caso do primeiro bebê do ano na Santa Casa de Jales, que nasceu graças a um novo método de fertilização; a confirmação da presença da Associação Comercial na Facip 2015; as doações feitas pela Igreja Vide e pela AVCC à nossa Santa Casa e ao Hospital de Câncer; e as soluções  para a comercialização da uva produzida em nossa região, discutidas durante a Semana Acadêmica da Etec-Jales.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior está informando que o bacharel em direito, Luís Henrique Vicente de Oliveira, o popular Henrique do CAJ, tentou acompanhar pessoalmente o depoimento da prefeita Nice Mistilides à Comissão Processante, mas teve sua presença vetada pelo advogado Osmar Honorato Alves. O tucano Henrique foi candidato a vereador na chapa Nice-Callado, mas, atualmente, é um crítico contumaz da prefeita.      

3 comentários

  • O Advogado

    Boa tarde Cardoso, no titulo da matéria acima, você menciona a necessidade de derrubar a Liminar para que haja a Sessão de votação da cassação da prefeita, você saberia me dizer se a Câmara Municipal já impetrou documentação junto ao TJ-SP para que isso ocorra? E se a resposta for positiva, qual o tempo médio para que documentação seja analisada e acatada se de direito?

    • Pelo que foi dito, a Câmara protocolaria o pedido de cassação da liminar na sexta-feira, 09. Quanto ao tempo que isso vai demorar para ser julgado, não tenho a mínima ideia. Caso o Tribunal seja tão rápido quanto foi ao conceder a liminar à prefeita, amanhã isso estará resolvido. Caso não seja tão rápido, aí só Deus pra saber quando isso estará julgado…

  • Anônimo

    Realmente acho que o advogado agiu corretamente, pois o senhor Henrique do Caj, precisa primeiro passar na OAB, depois ele acompanha os casos jurídicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *