JORNAL DE JALES: CLÓVIS VIOLA PODERÁ VOLTAR À POLÍTICA NO MDB, ONDE INICIOU CARREIRA

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cuja principal manchete diz que o prefeito Flá Prandi foi escolhido para falar em nome dos 645 prefeitos paulistas em painel técnico promovido pelo Tribunal de Contas da União (TCU), na quinta-feira, 26, em Brasília. O encontro teve o objetivo de debater a renovação antecipada do contrato de concessão da malha ferroviária paulista à empresa Rumo. Em sua fala, o prefeito de Jales – que também é o presidente da AMA, entidade que reúne 123 prefeituras – defendeu a prorrogação antecipada do contrato, que vai proporcionar R$ 4,5 bilhões em investimentos na malha ferroviária paulista. Entre as obras que poderão ser viabilizadas com esse dinheiro, estão dois viadutos em Jales.

O jornal está trazendo, também, uma matéria especial que foca o crescimento do número de brasileiros interessados em obter a cidadania italiana. Segundo o Consulado Geral da Itália em São Paulo, pelo menos 112 mil pedidos aguardavam aprovação no ano passado. Em nossa região, duas famílias não somente obtiveram a cidadania italiana como estão morando naquele país: os jalesenses Alexandre Rensi e Rozângela Viola Rensi e os uranienses Patrícia Pires da Silva e Welinton Menani Silva, que foram entrevistados pelo jornal. A Itália é o país que recebe mais brasileiros, seguida por Portugal e Espanha.

O sucesso do show promovido pela Santa Casa de Jales com a dupla Gian & Giovani, que cantou durante duas horas e levantou a plateia; a palestra da neuroeducadora Eugênia Maria Ramires sobre suicídio e as atitudes que poderão salvar muitas crianças; a reavaliação do MPF sobre as propostas da Prefeitura para revitalizar o Bosque Municipal; o resultado da CEI da “Farra no Tesouro 2”, que, segundo o vereador Tiago Abra, terminou em pizza; o vestibular da Unijales, que será realizado no próximo domingo; e a eleição do Conselho Tutelar, também programada para o próximo domingo, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o antenado jornalista Deonel Rosa Júnior está informando que não será surpresa para ele se o ex-vice-prefeito Clóvis Viola resolver voltar à militância partidária. Se isso acontecer, garante o colunista, Clóvis optará por um ninho que ele conhece bem: o MDB, onde iniciou sua trajetória política. Deonel está informando, também, que o vice-presidente do PSDB local, Carlos Roberto Cardoso da Silva, o Cardosão, tem se dedicado a fazer o meio campo entre a velha guarda tucana e o novo presidente do partido em Jales, Osvaldo Costa Júnior, o Bixiga. Cardosão tem aconselhado Bixiga a tratar os veteranos de guerra com a devida fidalguia.

1 comentário

  • O PT deu o FIES, para a raposa tomar conta do galinheiro.

    O caso da Universidade Brasil de Fernandópolis que ganhou milhões vendendo duas vagas : de medicina e no FIES. Sem dinheiro, o governo atual deu um calote nos donos de universidade, no programa.
    Segundo o ministro da educação, “o Fies foi um crime (do PT) do ponto de vista financeiro.” Mais que isso: foi o mais audacioso e custoso lance da privataria. O Fies dava financiamento a quem tirava zero na prova de redação, aceitava fiadores de mentira, produziu um mico de R$ 17 bilhões e enriqueceu empresários espertalhões, ou senis, que acreditavam no moto contínuo. Esse desastre foi construído com a cumplicidade da burocracia do MEC.
    Se Weintraub mantiver sua promessa, a turma que passou a inadimplência de seus fregueses para a Viúva e ajeitou suas contas fazendo doações a candidatos, oferecendo cursos a gente boa, y otras cositas más, ficará chupando dedo. O ministro esqueceu de dizer que os governos anteriores abriram universidades sem condições nenhuma. Principalmente de medicina.
    O ministro disse aos donos de universidade que todos os ministros já deveriam ter dito: “O que o governo vai fazer por vocês? Nada. Vocês têm que se virar.”
    kkkkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *