JORNAL DE JALES: EM MANIFESTAÇÃO, BOLSONARISTAS DE JALES PEDEM INTERVENÇÃO MILITAR E EVANGÉLICOS PEDEM INTERVENÇÃO DIVINA

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cujo principal destaque é a manifestação bolsominion realizada em Jales no sete de setembro, em apoio a Jair Bolsonaro e contra o STF, o comunismo, a venezualização e outras besteiras. A foto da capa mostra alguns crentes ajoelhados em torno de duas bandeiras do Brasil e pedindo a Deus que “nos livre de todo mal que possa afligir nossa pátria”. Ao contrário de outros manifestantes, os evangélicos da igreja “Creio Eu na Bíblia” não pediram intervenção militar, mas intervenção divina: “queremos mudança e pedimos sua intervenção divina”. Depois de orações e discursos, os apoiadores de Bolsonaro promoveram uma carreata.

O jornal está destacando, também, o trabalho da nossa simpática primeira-dama, Alziane Rossafa Moreira, à frente do Fundo Social de Solidariedade. Entrevistada pelo jornal, Alziane fez um balanço das atividades desenvolvidas desde o dia de sua posse, em janeiro deste ano. Ela anunciou que os próximos projetos a sair do papel terão como foco a comemoração do Dia da Criança, em outubro, e a campanha “Natal que Acolhe”, em dezembro, com entrega de alimentos a famílias carentes entre outros itens. Por fim, a primeira-dama agradeceu o apoio recebido ao longo dos seus oito meses como presidente do FSS.

A comemoração dos 14 anos da instalação da Fatec em Jales; os dois jovens advogados jalesenses que, depois de aprovados em concurso com 5.200 inscritos,  tomarão posse como juízes de direito em Mato Grosso do Sul; o exemplo deixado pela passeata dos 8 mil, realizada em Jales em setembro de 2003; as melhorias no convênio da Atividade Delegada, que inclui melhores salários e ampliação do horário de trabalho de policiais e bombeiros; o início da aplicação da chamada dose de reforço da vacinação contra a covid; e a contratação de uma empresa terceirizada para ajudar no combate ao mosquito Aedes, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior deu destaque ao advogado José Luiz Penariol, que viajou a Brasília para participar das manifestações pró-Bolsonaro e ouvir os quatro minutos do discurso presidencial. Segundo José Luiz, a maioria dos manifestantes tinha mais de 40 anos. Ainda nessa seara, Deonel informa que um grande número de oradores utilizou o microfone da manifestação realizada em Jales, incluindo um capitão da reserva, chamado José Rossi, uma garotinha de 11 anos, a advogada Alzira Mara, e uma professora aposentada, de nome Osmarina Almeida de Souza, que defendeu o lançamento de um representante da direita na eleição municipal de Jales em 2024.

4 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *