JORNAL DE JALES: EMPRESÁRIO DESMENTE BOATOS SOBRE FECHAMENTO DE INDÚSTRIA QUE GERA 30 EMPREGOS DIRETOS EM JALES

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cuja principal manchete destaca a desconfiança dos empresários do Distrito Industrial I sobre as chances de a Elektro resolver com rapidez o problema da insuficiência de energia elétrica em algumas empresas daquele setor da cidade. Alguns empresários se reuniram com representantes da Elektro um dia desses e, aparentemente, não gostaram do que ouviram. Segundo a matéria, dois empresários que participaram da reunião declararam que a Elektro, por ser a única concessionária de energia da região, impõe suas regras e deixa todos de mãos atadas. Eles disseram que Elektro não está entregando nem a energia contratada, o que estaria causando prejuízos às empresas.

Destaque, igualmente, para a nova diretoria da Associação dos Engenheiros da Região de Jales – AERJ, que toma posse no próximo dia 1º de janeiro. O presidente eleito é o engenheiro civil Fábio Andreo de Aro, de tradicional família de engenheiros, que está prometendo incentivar novas iniciativas com apoio do CREA-SP. Ao jornal, Fábio destacou o trabalho desenvolvido pela atual presidente, a engenheira agrônoma Sílvia Andreu Avelhaneda Pigari, que, segundo o futuro presidente, abriu caminho para as ações que começam a ser planejadas pela nova diretoria.

A vigésima participação do empresário Otaviano Brito Aguiar na tradicional corrida de São Silvestre, realizada anualmente em São Paulo; a aprovação do projeto de lei da deputada Analice Fernandes, que diminui a jornada de trabalho dos profissionais de enfermagem; a prisão de um salafrário que tentou extorquir um comerciante de Jales; e a iniciativa dos alunos da EM “Maria Olympia, que arrecadaram lacres de latinhas para o Hospital de Amor, são outros assuntos do JJ. O jornal traz, ainda, um caderno especial com a retrospectiva dos fatos que marcaram o ano de 2018 em Jales e região.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior classificou como fake news a boataria que andou circulando pela cidade, dando conta de que a Implalife – indústria que produz matéria prima para implantes dentários, com sede na Avenida “João Amadeu” – estaria transferindo suas operações para São José do Rio Preto. Segundo Deonel, o empresário Antônio Cavaglieri, sócio-gestor da Implalife, desmentiu categoricamente os rumores e, bem humorado, atribuiu o diz-que-diz a quem não tem o que fazer. O colunista destacou que a Implalife emprega 30 trabalhadores em Jales.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *