JORNAL DE JALES: ESCRIVÃO DE JALES AGREDIDO POR DELEGADO DA POLÍCIA FEDERAL É AMIGO DE EDUARDO BOLSONARO

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, que traz, nas páginas internas, uma entrevista com o jalesense Márcio Vinícius Junqueira Cardozo, o sobrinho preferido do polêmico Ricardo Junqueira. Segundo o jornal, Vinícius se tornou conhecido do dia para a noite nos meios esportivos de norte a sul do país. Nascido e criado em Jales, mas radicado em São Paulo, onde trabalha como empresário, ele e o irmão Betão foram fundadores, em 2007, da Associação Nacional de Basquete 3 x 3 e conseguiram transformar essa modalidade, derivada do basquete tradicional, em esporte olímpico. A presidência da Associação ele assumiu em 2012 e, segundo a matéria, as competições organizadas pela entidade dirigida por Vinícius tem atraído multidões.

O jornal está destacando, também, o falecimento da empresária Minerva Izar Jalles, viúva do fundador Euphly Jalles. Texto do historiador Roberto Gonçalves diz que a região de São José do Rio Preto amanheceu abalada pela morte de dona Minerva. Segundo o historiador, Minerva foi bastante procurada para ingressar na vida política, mas preferiu a vida empresarial. mantendo-se distante do alvoroço da disputa eleitoral e protegendo a biografia do marido. Ainda segundo o historiador, Minerva estará, ao lado do marido, eternizada na primeira fila da história da cidade.

O convênio firmado entre o IAMSPE e a Santa Casa de Jales, que garantirá assistência médico-hospitalar aos usuários do Instituto até o valor de R$ 200 mil mensais; o loteamento Novo Horizonte, que foi lançado no final de abril e colocou à venda 333 lotes residenciais e mistos; o treinamento das monitoras da Jalespark para melhorar o atendimento na Zona Azul de Jales; a campanha da Santa Casa de Jales visando a doação de leite materno; e o caso de uma ex-moradora de Jales que está procurando a mãe, a quem ela não vê há 46 anos, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior comenta o episódio divulgado pela colunista da Folha de S.Paulo, Mônica Bergamo, a respeito da agressão cometida por um delegado da Polícia Federal contra um escrivão lotado em Jales. O fato aconteceu na Superintendência Regional da PF, em São Paulo, onde o escrivão de Jales estava em missão. Deonel informou que o JJ conseguiu identificar a vítima da truculência do delegado: trata-se do escrivão David Rodrigues Meneses, que, por conta de sua amizade com o deputado Eduardo Bolsonaro, mereceu ampla matéria do jornal, na edição de 28 de outubro de 2018, dia do segundo turno da eleição presidencial. Segundo o colunista, o delegado pode ter se metido em uma enrascada.        

6 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *