JORNAL DE JALES: EX-VEREADOR RIVELINO RODRIGUES GARANTE QUE SEU NOME ESTARÁ NAS URNAS ELETRÔNICAS EM 2020

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cuja principal manchete destaca que a Lei do Abuso de Autoridade foi repudiada no Fórum de Jales. A matéria reproduz parte do discurso do juiz José Geraldo Nóbrega Curitiba, diretor do Fórum, no qual o magistrado diz que “uma lei como essa não pode ser aprovada em uma ampla discussão com a comunidade, quando o país vive um momento histórico de combate à corrupção”. Várias autoridade se manifestaram contra o projeto, na movimentação que acompanhou a mobilização que aconteceu em todo o país, pedindo o veto integral ao projeto.

Destaque, também, para a repaginação do Lar dos Velhinhos, que, nesta semana, perdeu um de seus mais antigos e eficientes colaboradores, o Kito. A matéria informa que o prédio da entidade passou por uma remodelagem que incluiu uma pintura geral em todas as suas dependências e na área externa. O serviço, diz o jornal, custou R$ 34,5 mil, autorizados pelo juiz Bruno Valentim Barbosa, da 1ª Vara Federal de Jales, com o aval do procurador da República em Jales, José Rubens Plates. A grana repassada ao Lar é oriunda de penas pecuniárias das condenações que são aplicadas pela Justiça Federal.

As novidades do Cine Jales, que está disponibilizando equipamentos a portadores de deficiência auditiva e visual; os recursos destinados pelo presidente do partido Republicanos, Marcos Pereira, num total de R$ 1 milhão, para obras de infraestrutura em Jales; e a aposentadoria do juiz Eduardo Henrique de Moraes Nogueira, são outros assuntos do JJ. O jornal trata, em seu editorial, do reforço do MPF na luta pela instalação de um hospital regional em Jales. E na coluna Perspectivas, o ex-auditor da Receita, Odassi Guerzoni Filho, o Odassinho, explica por que a Receita Federal em Jales perdeu seu status de agência.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior está informando que o nome do ex-vereador Rivelino Rodrigues vai estar, com certeza, nas urnas eletrônicas, nas eleições municipais de 2020. Só não se sabe ainda, por qual partido ele irá disputar as eleições, nem tampouco a qual cargo – prefeito, vice ou vereador – ele irá concorrer. Segundo o colunista, foi o próprio Rivelino que lhe confidenciou a novidade, durante um cafezinho na Fatec Jales. Rivelino estava filiado até recentemente ao MDB e teria recebido um convite do novo presidente do PSDB local, Osvaldo Costa Júnior, para virar tucano.

13 comentários

  • Tiao

    Amanhã vai passar na Câmara um projeto do prefeito criando uma gratificação de um salário para os conselheiros do Instituto, engraçado diz q não tem verba pra nada agora isso pode pagar? Antigamente tinha salário cortou agora vai ter de novo? Pode isso Arnaldo…

  • Flá 2020

    Pra mim o Flá deveria ser reeleito.
    Jales já teve sua experiência de eleger uma prefeita que nunca foi nada e vimos no que deu.
    Político deve fazer sua escola no legislativo, pra depois querer se meter no executivo.
    LH foi vereador em Buritama há tempos e está em Jales não faz nem 10 anos. Duvido que ele conheça de perto a realidade de nosso município.
    E o pior: vai ter o apoio de quem? O Flá consegue verbas de 1 milhão pra cima.

    FLÁ 2020!

    • JalesensE

      concordo amg, eleger gente despreparada Jales sabe como funciona!

    • Rapizodia

      Discordo te ti quanto a não conhecer a realidade de Jales! Não conheço o moço, mas dez anos dá prá ter informação suficiente, ainda mais se juntar ao interesse. A situação de Jales e igual a qualquer município do Estado de São Paulo, penúria total! Câmara de vereadores praticamente inoperante e financeiramente custosa demais. Previdência municipal praticamente inviável, não tem como se sustentar. Nível salarial de servidores muito acima de suas habilidades técnicas e etc! Na Câmara não acredito em mudança, o nível é raso e a tendência é piorar e assim ficaria mais cara ainda, pois se subissemos o nível o custo talvez justicasse. Previdência não depende do Prefeito, sobraria a questão administrativa que com muita, mas muita atenção, não só de quem vai entrar, mas de seus sucessores também, talvez consigamos melhorar em talvez 10 ou 20 anos e daí com alguma economia no caixa fazer alguma melhoria com recursos próprios. É eu sei! Tô sendo otimista de mais, fazer o quê!? Sou brasileiro e não desisto nunca e blá blá blá!

    • Fabio

      C dv ser parente dele…só pode..nunca mais FRAco

  • Eu

    Precisamos de uma renovação de 200% na Câmara!!!

  • Temos 3 candidatos se antes tivemos 1. Melhoramos!

    Começou a corrida para a prefeitura. Se antes, tivemos só um candidato, já temos três! Diziam que o atual prefeito seria candidato a deputado. Até “ganharia” um emprego, em SP, de seu padrinho politico, o vice governador. Mas Flá deve ser candidato e está correndo atras de verbas. Foi eleito para isso. Depois de arrumar um empréstimo no banco do governo.
    Jales tem 2 empréstimo que vamos pagar. Mas o povo não quer saber disso. Quer ver cidade limpa e bonita.
    Flá aumentou o imposto do IPTU e terceirizou o estacionamento da cidade. Com isto, aumentou a arrecadação de impostos. Isso vai pesar na sua candidatura.
    Luiz Henrique e Osvaldo Costa sairão contra ele. Eles nunca foram nada, na cidade, porem LH foi bem votado na eleição de deputado. Tem grandes chances para quem não gosta de Flá.
    Osvaldo Costa tem o apoio da dep. Analice e isso não basta! Será que basta ter dinheiro para gastar. Não sei.

  • Anonimo

    Cuidado com o ciúmes.

    Só pq matéria de um jornal local (não sei qual) estampou que aqui teremos 3 candidatos ao cargo de prefeito e por não ser nenhum deles o sujeito aí (sem querer) apareceu das cinzas, pra dizer que sairá candidato.

    Sabemos q só a vontade não basta. Na hora final alguns arregam e declaram apoio a outro.

    Cuidado com os ciúmes…….

  • frafrafea

    Entre conhecer a cidade ou não, prefiro o LH que mora em Jales há mais de dez anos. O Fla morava onde neste período??

  • rapizodia

    A Câmara de Jales, assim como praticamente as de todo o Brasil é um reduto de não fazer nada e desaparecer com recursos do município. Fiscalização é pouca, já que a administração não administra. Sobra moção de aplausos e nomeação de espaço público. O pior dia na casa é o dia do pagamento, onde se sacramenta o pagamento em troca do que não se fez. Mas o pior mesmo é que não há culpados, o problema está no sistema que não representa mais nada e não parece querer mudar e buscar um novo modelo e continua desaparecendo com recursos dos municípios de maneira lícita. Portanto, se o Rivelino da reportagem vir a disputar cargo, será legítimo, mas não fará qualquer diferença, pois este modelo de representatividade não funciona mais.

  • Antonio Carlos Pinto

    Olá Rapizodia! novamente batendo na mesma tecla. Então qual modelo vc propõe? Olha ano que vem tem eleição meu caro! Participa. Saia da penumbra! venha pro limpo. Mostre sua cara! Quem sabe está faltando vc no processo!

    • rapizodia

      Já pensei nisso amigo Antonio e também em porque ficar martelando a tecla chamando a atenção para mudança no modelo de representação política brasileira e tentando juntar mais gente ao redor da mesma ideia, mas sabe aquela de entender o seu lugar, pois é, sei que não seria bom político, até gosto, mas não sou nada carismático, me acho sisudo demais até e as chances de sucesso são mínimas, pois ficaria demasiado triste por receber valor sem fazer nada, mesmo se doasse para entidades naquela retórica demagoga. Eu seria mais um nesta câmara, nada fazendo ou sem relevância, não é culpa do vereadores, como disse, o modelo esta falido e alguns só se aproveitam disso, mesmo sabendo dessa falência. Aqueles que entenderam saíram fora e não querem qualquer outro envolvimento, entenderam não poderem fazer nada e se sentem constrangidos por receber valor por isso, assim também na assembleia estadual e no congresso, mas têm aqueles que fazem disso verdadeiramente sua carreira profissional e são a maioria, não se interessam em reduzir as representatividades ou levarem a frente o modelo distrital que é o que defendo, sabem que seria mais difícil manipular a população. Enfim, que bom que alguém me ouviu ou achou que o que falo tem relevância, agradeço por isso. Se você tiver a mesma ideia de diminuir a representatividade da vereança e retirar sua remuneração de acordo com o tamanho da municipalidade e ainda achar que seria relevante, tem meu apoio, mas saiba que seremos amigos, porém não aliviarei se barbeirar! Quanto a penumbra, moramos em uma cidade pequena e acho melhor assim, mantenho respeito por todos ao expor minhas ideias e também posso opinar sem talvez constranger meus amigos e familiares, tenho cuidado sempre disso. Quanto a vir pro limpo achei meio rinha de galo, kkkkk. não, realmente não é prá mim. Grande abraço!

  • Observador

    Só ganhou essa porque estava sozinho.
    Nunca mais!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *