JORNAL DE JALES: INTERVENTOR GARANTE QUE REGISTROS FEITOS NO CARTÓRIO ESTÃO VALENDO

capa-jj-13-11-16A principal manchete do Jornal de Jales deste domingo confirma a informação do post anterior, sobre o normal funcionamento do Cartório do Registro de Imóveis de Jales, que está sob intervenção. Na matéria, o JJ informa que, segundo o interventor Ivan Cavalin Inácio dos Santos, a situação do Cartório não sofreu qualquer alteração. A matéria confirma, também, que a intervenção provocou algumas dúvidas sobre os registros que foram feitos nos últimos anos, mas o interventor garantiu que “não existe qualquer motivo para preocupação”.

Obs.: o juiz corregedor, doutor Eduardo Henrique de Moraes Nogueira, que está cuidando do processo administrativo, confirmou a este aprendiz de blogueiro, que não há nenhum risco de prejuízo para os clientes e usuários do Cartório. 

JJ está informando, também, que 122 famílias jalesenses tiveram os benefícios do programa Bolsa Família cancelados pelo governo Michel Temer. Segundo o jornal, o número de benefícios cancelados em Jales ficou na média de outros municípios da região, como Fernandópolis(138), Votuporanga(227), Mirassol(93) e Santa Fé do Sul(80). A matéria diz que as famílias serão comunicadas nos próximos dias.

Destaque, igualmente, para uma decisão do juiz Fernando Antônio de Lima, da Vara Especial Cível e Criminal de Jales, que ganhou repercussão nacional na mídia especializada na área da Justiça. Ele inverteu o ônus da prova em um processo, determinando que uma empresa contrate um fonoaudiólogo para comprovar que a voz em um áudio apresentado à Justiça é de um consumidor incluído em cadastro de inadimplentes.

Na coluna Fique Sabendo, o interino Luiz Ramires está informando que o comandante Manoel Messias da Silva foi convidado – e já aceitou o convite – para levar sua escola de aviação civil, a CMM de Jales, para uma cidade importante localizada perto de São Paulo. A confirmação foi feita ao colunista pelo próprio Messias, durante a reunião da Câmara, realizada na segunda-feira, 07. Messias esteve na Câmara para acompanhar a votação de projeto que autoriza o prefeito a abrir licitação para terceirizar o uso de toda a área do aeroporto. 

2 comentários

  • Acabou A Diva

    E Vamos lembrar como conheço maioria dos funcionários eles não tem nada a ver com isso!!

  • Anonimo

    Sobre a escola de aviação do Messias. Nenhum jalesense, creio eu, eh contra a sua escola. Mas estão usando bem público somente p benefícios de alguns. A hora que apertou o cerco p a regularização do aeroporto/aeródromo ele decidiu oq?! Se mudar de Jales. Estranho….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *