JORNAL DE JALES: JALESENSE OVASCO RESENDE VENCE BRIGA POR COMANDO DO “PATRIOTA” E DEVE IMPEDIR ENTRADA DE BOLSONARO NO PARTIDO

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cuja principal manchete destaca o anúncio do governo estadual sobre a inclusão de mais quatro escolas de Jales no Programa de Ensino Integral (PEI). A matéria informa que o governador João Doria e o secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, anunciaram na segunda-feira, 12, que as escolas Dr Euphly Jalles, Professora Onelia Faggione Moreira, Juvenal Giraldelli e Sueli da Silva Marin Batista foram incluídas no Programa. Além das quatro escolas de Jales, outras sete escolas vinculadas à Diretoria Regional de Ensino também farão parte do PEI a partir de 2022. Ouvido pelo jornal, o dirigente regional de Ensino, Geraldo Niza, disse que a ampliação do programa foi uma grande vitória da rede estadual paulista.

Destaque, igualmente, para o falecimento do ex-prefeito de Jales e ex-governador do Mato Grosso, Edison Freitas de Oliveira. Segundo o jornal, moradores de Jales, incluindo membros da classe médica, companheiros de lutas políticas, amigos pessoais e ex-pacientes, passaram a semana de luto em razão da morte do médico e ex-prefeito, ocorrida na terça-feira, 13. O doutor Edison governou Jales entre 1969 e 1972 e, posteriormente, mudou-se para o Mato Grosso, seu estado de origem, onde, em 1986, foi eleito vice-governador e depois assumiu a titularidade.

A visita da equipe técnica da Secretaria Estadual de Turismo a Jales, para produzir vídeo institucional destacando os pontos turísticos da cidade; a repercussão dada pela TV Tem ao trabalho da professora e jornalista Ayne Regina Gonçalves Salviano; a vacinação contra a covid em Jales, que já atingiu mais de 60% da população; o registro, pela Delegacia da Mulher de Jales, de sete casos de violência doméstica durante uma semana; a convocação do karateca jalesense Arthur Francisco Mendonça Lima, de 13 anos, para servir a seleção brasileira; e a turnê do ator e autor Manoel de Matos na Bahia, apresentando o monólogo “Somos todos José”, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior destacou, mais uma vez, as peripécias partidárias do jalesense Ovasco Resende para tentar evitar a entrada do presidente Bolsonaro em seu partido, o Patriota. O colunista está informando que Ovasco venceu a batalha interna pelo comando do partido, depois que o TSE afastou o presidente do Patriota, Adílson Barroso, que negociava a filiação de Jair Bolsonaro. O TSE confirmou a decisão de uma convenção da sigla, realizada no dia 24 de junho pela ala de Ovasco que é contrária à filiação de Bolsonaro. De acordo com a decisão, Ovasco – que era o vice-presidente da sigla – assumiu interinamente a presidência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *