JORNAL DE JALES: JUSTIÇA DEVERÁ OUVIR MAIS DE 80 TESTEMUNHAS NO CASO DAS FRAUDES NO HOSPITAL DE CÂNCER

capa JJ 12.03.2017Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cuja principal manchete diz que a “Justiça começa ouvir testemunhas no caso de fraudes no Hospital de Câncer de Jales”. Segundo a matéria, o julgamento está sendo considerado um dos maiores da história da Comarca de Jales, em termos de depoimentos de acusação e defesa, que deverão passar de 80. Esse número ainda poderá aumentar, de acordo com o que disse ao jornal o juiz Adílson Vagner Ballotti, da 5ª Vara. O magistrado disse, também, que, em função do grande número de depoimentos, não se pode falar em prazo para o julgamento.

Outro destaque do JJ foi para a última novidade do rumoroso caso da chamada “Máfia do Asfalto”. A matéria diz que o ministro Celso de Mello, do STF, suspendeu cautelarmente a realização de interrogatórios dos quatro irmãos Scamatti, donos da Demop, de Votuporanga. O motivo? Segundo alegação da defesa – que, pelo jeito, sensibilizou o ministro – “as sucessivas prorrogações das interceptações telefônicas determinadas no caso ocorreram sem fundamentação juridicamente idônea”. As escutas telefônicas foram mantidas por mais de dois anos.

A palestra da professora e pesquisadora Eugênia Maria, “só para mulheres”; a repercussão, na TV, da performance do estudante Felipe Manoel Porto, aprovado nos vestibulares de seis universidades públicas; a fila na Caixa Federal para o saque do FGTS; uma entrevista com o sociólogo Roberto Gonçalves sobre a possibilidade de Jales vir a ter um Centro Nacional de Psicanálise; e o sucesso de vendas de um novo empreendimento imobiliário – o Jardim Tropical – que pretende construir casas populares em Jales, pelo programa “Minha Casa Minha Vida”, são outros destaques do JJ

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior está informando que a Associação Paulista de Magistrados (Apamagis), presidida pelo desembargador Oscild de Lima Júnior, assumiu a defesa do juiz Fernando Antônio de Lima, da Vara Especial de Jales. Fernando está sendo alvo de processo disciplinar aberto pela Corregedoria do TJ-SP, por conta de uma entrevista concedida ao Jornal de Jales em maio de 2015. A entrevista, como já foi informado, incomodou a Telefônica, que fez uma representação ao TJ-SP. 

1 comentário

  • Alô, Tiago!

    Cardosinho, publique uma matéria no seu modesto e acessado blog para que a população dessa cidade tenha conhecimento da insanidade que o Flá fez, de convidar o Tiquinho pra assumir uma Secretaria, com o objetivo de Jesus assumir a vereança, tendo em vista que o prefeito está cansado de ouvir o Jesus pedir uma pasta. NÃO SE OMITA!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *