JORNAL DE JALES: PARTICIPAÇÃO NA CAMPANHA DE MÁRCIO FRANÇA CAUSOU EXONERAÇÃO DA DIRIGENTE DE ENSINO, MARLENE JACOMASSI

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, cuja principal manchete destaca a condenação de um usuário da Elektro, acusado de furto de energia. A notícia diz que a juíza Maria Paula Branquinho Pini condenou um empresário que instalou “gatos” em dois medidores de energia de sua empresa a cinco anos de reclusão, em regime semiaberto. A sentença destaca que um dos “gatos” durou 22 meses e causou prejuízo de R$ 32,9 mil à Elektro, enquanto o outro durou apenas dois meses, mas causou prejuízo de R$ 14,8 mil. A juíza descartou o argumento do empresário de que teria sido enganado pelo homem que instalou um dos “gatos”, que garantiu a licitude da mudança no medidor. Para ela, o empresário já tem experiência suficiente para saber que alterações em medidores só podem ser feitas pela concessionária.

Outra notícia do JJ diz que, segundo a delegada da Defesa da Mulher, Maria Letícia Camargo, o número de casos de estupro contra crianças e adolescentes praticamente dobrou em um ano, passando de 10 casos em 2017 para 18 em 2018. A delegada disse perceber que está aumentando também outros tipos de violência contra menores, inclusive pela internet. No caso da violência contra a mulher, a delegada afirmou que os mesmos também vem aumentando bastante, apesar da recente aprovação de punições mais rigorosas para esse tipo de crime.

A homenagem da Câmara Municipal à delegação de Jales que participou dos Jogos Regionais do Idoso, em Santa Fé do Sul, e obteve o terceiro lugar na classificação geral; a comemoração dos 50 anos de fundação do Lar dos Velhinhos que, há 40 anos, é dirigido vicentinos; a lei aprovada pela Câmara, que impede a contratação de agressores de idosos para o serviço público municipal; a inauguração do Regional Plaza Hotel, comandado pelo empreendedor Olício Bocchi; e a implantação do novo sistema de catracas de acesso da Santa Casa, que começa a funcionar nessa segunda-feira, 17, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior informa que a inesperada exoneração da educadora Marlene Cavalheiro Jacomassi, titular por 12 anos da Diretoria Regional de Ensino de Jales, que reúne 25 municípios da região, começa a ser explicada nos bastidores políticos. Segundo o colunista, a exoneração da dirigente remete, supostamente, à eleição para governador no ano passado, quando ela teria se engajado, ainda que discretamente, na campanha do então governador Márcio França(PSB), inclusive sendo fotografada em atos da campanha dele na região. Com a vitória de João Dória(PSDB), tucanos da região teriam pedido a cabeça de Marlene.  

13 comentários

  • Não é nenhuma bobinha!

    A educadora Marlene Cavalheiro Jacomassi, titular por 12 anos da Diretoria Regional de Ensino de Jales, sabia ou pelo menos devia saber que o seu cargo era politico.
    Entrou por politica e sai por politica!

  • grobo

    esses tucanos são perseguidores. .

  • Fabiana

    Falem a verdade…saiu na folha de são Paulo domingo passado…tds os diretores de ensino que foram exonerados foram por incompetência…no caso dela também: totalmente incompetente

  • Tem diretores também que não deveriam estar mais na EDUCAÇÃO.

  • Na pele

    Perseguição politica: coisa de moleque

  • Eleitor do Fra

    Este tal de João Dória só pensa em vingança não aceita ninguém ser contra ele. Cortou a dirigente por vingança pois ela é super competente.

    • Ex tucana sem plumas

      Eleitor do Fla
      quem pediu a cabeça da secretária não foi João Dória. Foram os políticos do partido na região. Ela não é competente pois apoiou o candidato errado de partido errado. Provou que não é tucana!
      E além disso tirou foto com ele. Faltou inteligência na escolha do seu candidato a Governador que perdeu eleição

  • P de perseguição

    Além de extremamente competente (a ponto de reduzir a APEOESP a nada), Marlene sempre agiu com lealdade e clareza. Ela esteve ao LADO DO ESTADO, sem se preocupar com quem estava à frente do governo. Foi extremamente republicana e defendeu o ESTADO e não o governo. Ela é a verdadeira estadista da nossa Educação. No lugar dela, o Dória coloca um acara ultrapassado e lento que já deveria estar aposentado faz tempo.
    Parabéns, professora. Vai fazer falta.

    • Puxou o saco errado e se lascou, bem feito eu adoro qdo um puxa saco de polttic leva uma rasteira, eles ferram os outros pra defender o cargo mas os dia deles chegam, bem feito, ato ao velho que assumiu beneficiado pela lei da bengala, essa diretoria pra ele é uma terapia e inclusão social,ele não quer nem saber se a mula é manca ,ele quer é rosetar,da lhe espora J.L.

  • JUMPER

    O tal empresário foi ativo defensor da moral e dos bons costumes. Pregava contra a corrupção e roubalheira do PT na época da campanha a presidente. Encheu o saco dos outros no Facebook fazendo cometários grosseiros e ofensivos em qualquer postagem que fosse contrária ao Bolsonazi. Não precisa dizer mais nada.

  • Moralista sem moral

    O resumo dessa história é o de sempre: desconfie de marido ciumento porque as chances dele ser infiel são grandes. Desconfie de homofóbico porque as chances de ser gay são grandes. Desconfie de defensor ferrenho do Bolsonazi. As chances dele ser corrupto são grandes.

  • Julian

    Esses Professores aposentado estão na rede, tirando aportunidade de quem está chegando. hora Sra Analice rever isso

    • Vc é mais puxa saco de politico erado, essa mulher não tá nem aí pra nada só quer o salário de deputada que os trouxas dão pra ela, o que o governo tem que fazer é tirar as gratificações de quem prefere continuar na ativa após o tempo de aposentar,eles vazam rapidinho . Pra. Quem quer continuar salário mínimo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *