JORNAL DE JALES: PILANTRA, PICARETA, COVARDE, MAU-CARÁTER E OUTROS IMPROPÉRIOS MOVIMENTARAM SESSÃO DA CÂMARA

Eis a capa do Jornal de Jales deste domingo, que está destacando a prorrogação da quarentena no estado de São Paulo, decretada pelo governador João Dória. Ao contrário do que estava previsto para hoje, o fim da quarentena em terras paulistas não foi possível, como anunciou o governador durante a semana. Além de estender pela segunda vez o período do isolamento social, Dória não descartou a possibilidade de um lockdown, com o fechamento total das atividades em algumas cidades do estado onde a situação do combate à Covid-19 está sendo mais difícil. A ideia inicial era retomar as atividades gradualmente a partir de hoje, flexibilizando a quarentena nas cidades da chamada área verde, onde a situação estaria, em tese, menos complicada.

Destaque, também, para a troca de “gentilezas” entre os vereadores Macetão(PSD) e Deley(DEM), registrada na sessão da Câmara de segunda-feira passada, 04. Matéria do jornalista Luiz Ramires conta que palavras como sem vergonha, mau-caráter, puxa-saco, picareta, pilantra, mentiroso, canalhice e covardia fizeram parte da lista de impropérios distribuídos pelos dois nobres edis. O presidente Tiquinho “passou pano” na situação, afirmando que discussões acaloradas não acontecem apenas em Jales, mas também em São Paulo, Brasília e outros lugares.

O desmentido da Prefeitura sobre as fake news que correm nas redes sociais a respeito do repasse de verbas federais para enfrentamento da Covid-19; as máscaras personalizadas que facilitam a comunicação entre pessoas especiais; o apoio da Catedral, Prefeitura, MPF e Sabesp às pessoas que estão enfrentando filas na Caixa Federal para receber os R$ 600,00 do auxílio emergencial; a troca de mais de 8 mil luminárias tradicionais por lâmpadas de LED, providenciada pela Prefeitura para melhorar a iluminação pública; e as duas ambulâncias destinadas pela deputada Analice Fernandes ao município, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior comenta um levantamento feito pelo jornal Folha de S.Paulo, que coloca o gabinete do deputado estadual Itamar Borges como o que mais gastou dinheiro público no período de abril de 2019 a março de 2020, entre os 94 gabinetes da Assembleia. O gabinete de Itamar pediu, em média, R$ 31,4 mil por mês para ressarcimento de despesas. Ao jornal, o deputado alegou que tem base eleitoral distante, na divisa com Mato Grosso do Sul, resultando em mais despesas. Ele explicou, ainda, que possui escritórios políticos em Santa Fé do Sul e em São José do Rio Preto, estrutura necessária para atender as demandas dos 150 municípios onde atua.   

6 comentários

  • Trabalham pouco, gastam muito!

    Certamente o deputado Itamar não tem vergonha de gastar R$ 31,4 mil por mês de despesas de gabinete. No ano passado, os deputados tinham um salário de R$ 25 mil reais. O parlamentar estadual ainda poderia gastar mais de 33 mil reais por mês com despesas como aluguel de salas comerciais, combustível e correios. Que mordomia!
    Na época, a cota para contratar funcionários era de 160 000 reais mensais. Além disso, juntos, eles poderiam distribuir 57 milhões de reais entre os 3 333 servidores da Casa. A verba, chamada de gratificação especial de desempenho, cresceu 74% nos últimos quatro anos.
    O custo da Assembleia era de 1,3 bilhão de reais por ano, mais que os orçamentos somados das secretarias estaduais de Cultura, Esporte, Emprego e Energia.
    A Alesp é uma extensão do Palácio dos Bandeirantes. Eles aprovam tudo o que o governador quer.
    Metade dos projetos aprovados se referiam a denominação de vias, homenagem a personalidades e instituição de datas comemorativas, como a que incluiu a Festa da Jabuticaba.
    Isto é uma vergonha!

  • MUITO OBRIGADO DOUTOR BIAZI, MUITO OBRIGADO CAPITÃO TOMINAGA

    ENQUANTO ESTA CÂMARA MUNICIPAL QUE ESTA HIBERNANDO DESDE QUE FORAM ELEITOS, UMA CÂMARA MUNICIPAL QUE NÃO REPRESENTA A POPULAÇÃO, UMA CÂMARA MUNICIPAL QUE NÃO HONRA OS VOTOS RECEBIDOS, ALGUNS MORADORES AQUI DO CONJUNTO HABITACIONAL ROQUE VIOLA, AGENDAMOS UMA IMPORTANTE REUNIÃO COM O DELEGADO “DOUTOR BIAZI”, E O CAPITÃO DA POLÍCIA MILITAR DE JALES, SENHOR “CAPITÃO TOMINAGA “, PARA DISCUTIRMOS COM ESSAS AUTORIDADES, ASSUNTOS PERTINENTES AO NOSSO BAIRRO, JÁ QUE FICAR NA DEPENDÊNCIA DOS PODERES EXECUTIVO E LEGISLATIVO DE JALES, E COMO “ENXUGAR GÊLO”.
    MUITO OBRIGADO DELEGADO BIAZI, E CAPITÃO TOMINAGA, POR ABRIREM UM TEMPINHO EM VOSSAS AGENDAS AMANHÃ PARA NOS RECEBER.
    MUITO OBRIGADO.

  • Santos Dumont

    https://www.avozdascidades.com.br/noticia/exclusivo-aeroporto-de-jales-e-interditado-pela-anac

    Por que o jornal não publicou essa matéria….
    Pois é de interesse público, publicado no diário oficial da União….

  • FORA SEUS PORCARIAS

    SEGUNDO FIQUEI SABENDO O NOBRE ALCAIDE DISSE EM UMA SOLENIDADE (APRESENTAÇÃO DA BANDA MUNICIPAL), QUE, A SUA ESPÔSA TRABALHA 24 HORAS PARA O MUNICÍPIO, E QUE, SE ELA FOSSE SUA OPOSITORA NA PRÓXIMA ELEIÇÃO, ELE PERDERIA A POLÍTICA, SINCERAMENTE NÃO ENTENDI……..
    SOMENTE EM NOSSA CIDADE ACONTECE ISSO.
    #FORAFLÁ,FORAVEREADORESDEBOSTA.

  • Chupa Cana.

    Mais uma vez o jornal do parente do prefeike Frá tentando a todo custo alavancar a candidatura do moço. Agora requenta notícia publicada há um mês atrás sobre a troca das lâmpadas.
    Deveria explicar DEIXAR BEM CLARO que quem trocou as lâmpadas foi a Elektro e não o prefeike Frá.
    Às pesquisas devem estar ruins porque o desespero está grande.
    Daqui a pouco vem aquele irmão que chupou cana e não tem emprego pra puxar o saco dele..

    • FLÁ 2020

      O que mais tem são SUJEITOS DESEMPREGADOS que tentam, através da política, uma boquinha no governo. Reparou que quem critica o governo, são os que não tiveram cargos?
      O prefeito FLÁ está de parabéns: não empregou POLÍTICOS, e sim TÉCNICOS. Seu secretariado é composto por quem tem competência para os respectivos cargos que compõem as Secretarias Municipais.
      E para que está feio, jornalista. MUITO FEIO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *