JUSTIÇA DE JALES CONDENA BANCO A PAGAR DANOS MATERIAIS AO INSTITUTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA

Em sentença publicada nesta quinta-feira, 28, a juíza Maria Paula Branquinho Pini, da 4ª Vara de Jales, julgou procedente a ação de indenização ajuizada pelo Instituto Municipal de Previdência Social (IMPSJ) contra o Banco Santander, por conta da ação de estelionatários que redundou em prejuízos para aquela autarquia.

No jornal A Tribuna do final de semana, mais detalhes sobre o caso que movimentou os bastidores políticos na semana passada. Por enquanto, reproduzo apenas o trecho final da sentença:

“Posto isso, JULGO PROCEDENTES os pedidos iniciais para CONDENAR o requerido a pagar à parte autora indenização a título de danos materiais, sendo: R$ 49.278,00 (quarenta e nove mil e duzentos e setenta e oito reais) de danos emergentes e R$ 46.120,00 (quarenta e seis mil e cento e vinte reais) de lucros cessantes, com atualização monetária e juros da forma acima exposto. Condeno a parte ré a pagar as custas, despesas processuais e os honorários advocatícios, em favor do i. Patrono da parte autora, que ora fixo em 10% sobre o valor da condenação, com juros de mora a partir do trânsito em julgado desta (§ 16, art. 85, CPC) e correção monetária a partir do arbitramento”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *