LAUDO APONTA VÁRIOS TIPOS DE LIXO NO SUBSOLO DO CONJUNTO “HONÓRIO AMADEU”

Deu no site Região Noroeste:

Uma empresa contratada pelos próprios moradores do Conjunto Habitacional “Honório Amadeu”, concluiu que foram encontrados no subsolo restos de matéria orgânica e resíduos de plástico, madeira, borracha e até tecido.

Os mutuários devem procurar a Justiça para reparos de danos causados em pelo menos 40 residências, que apresentaram infiltrações, água em tubos de fiação elétrica, pisos quebrados e até goteiras nos telhados. As suspeitas são de que as casas foram construídas sobre um terreno impróprio, onde antes funcionava um “lixão”.

A Câmara Municipal de Jales abriu a Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar os problemas. Já em 18 de agosto, uma empresa de Marília/SP, especializada em sondagem de subsolo, foi contratada pelos moradores, a pedido de seus advogados, para colher amostras da “terra”.

A empresa responsável pelas obras resolveu denunciar um possível esquema de corrupção na cidade de Jales.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *