MÉDICO DE JALES PRESO PELA POLÍCIA FEDERAL EM JANEIRO DEIXA A CADEIA

O médico Emerson Algério de Toledo, que foi preso pela Polícia Federal de Jales, em janeiro deste ano, sob a acusação de estar exercendo a medicina sem permissão, já está fora da cadeia.

O médico, vocês se lembram, tinha um cargo na Prefeitura de Jales, além de trabalhar também na Santa Casa e prestar serviços para os municípios de Dirce Reis e Pontalinda. Ele responde a processos na Justiça Federal e na Justiça Estadual.

Os detalhes sobre a decisão que vai permitir ao médico responder os processos em liberdade estarão no jornal A Tribuna deste final de semana.

5 comentários

  • André Lucas

    Será que emagreceu? Tomara.

  • pedrinho

    esse medico salvou meu netinho que estava com o cordão umbilical enrrolado no pescoço se demora mais um dia para fazer a cesaria da minha filha meu neto ia nascer morto hoje ele esta lindo com quase 6 anos nossa familha lhe agradeçe

  • eu

    Acho que esse negocio è bem pessoal para mim ele foi um medico excelente,è uma pena que a ganancia fala mais alto e desvia o olhar dos atos bons!

  • SUS, primo pobre

    A funçao do medico e’ curar e,ate salvar, as pessoas de sua doenças pois sao bem pagos para isso.
    Eles ganham mal trabalhando para o governo porem o salario, neste caso, e’ maior do que um outro profissional qualquer.
    Normalmente os medicos tem varios empregos, Santa Casa, SUS, Posto de Saude, AME, seu consultorio medico, plantonista, etc pois e’ so’ escolher.
    Como nao conseguem estar em lugares diferentes, ao mesmo tempo, eles nao cumprem horarios.
    Tem alguns que arriscam cobrar os serviços pagos pelo SUS, e ai, começa o problema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *