NA CONTRAMÃO DA REGIÃO, JALES TEVE SALDO POSITIVO NA GERAÇÃO DE EMPREGOS EM JUNHO

DSC00110

Jales é mesmo uma cidade curiosa. Quando o país estava crescendo e todas as cidades da região apresentavam bons índices na geração de empregos, Jales perdia até para Palmeira D’Oeste.

Agora os números do CAGED, divulgados na semana passada pelo Ministério do Trabalho e Emprego, estão mostrando que, em junho, Jales foi a única cidade da região a apresentar saldo positivo no quesito geração de empregos com carteira assinada.

Enquanto Fernandópolis, por exemplo, fechou 156 postos de trabalho, e Votuporanga (-74) e Santa Fé do Sul (-25) também apresentaram resultados negativos, Jales abriu 56 novos empregos, a maioria deles no Comércio.

Apesar do resultado positivo de junho, os números do primeiro semestre continuam negativos: nos primeiros seis meses de 2015, Jales fechou 26 vagas. Se isso serve de consolo, Santa Fé do Sul e Votuporanga tiveram números piores no semestre, com o fechamento de 127 e 370 empregos formais, respectivamente.

Em termos de estado, São Paulo fechou 73.056 postos de trabalho em seis meses, enquanto o Rio de Janeiro, atingido pelo crise da Petrobrás, perdeu 80.247 empregos. Pernambuco fechou 68.767 empregos.

Alguns estados, no entanto, ainda estão apresentando números positivos. É o caso de Goiás, que abriu 22.942 empregos formais, Paraná, com 13.998 novos empregos, Santa Catarina (13.235), Mato Grosso (9.118) e Mato Grosso do Sul (2.569).

7 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *