NENEINHA BRILHA NA ‘ULTRAMARATONA 24 HORAS’ DE CAMPINAS

A prova disputada pelo Neneinha reuniu 180 atletas, a maioria com menos da metade da idade do corredor jalesense. A largada foi às 10h da manhã do sábado e os competidores tiveram que enfrentar um calor de 33 graus durante o dia e 10 graus à noite. Ganha a prova quem percorrer mais quilômetros durante 24 horas.

O uruguaio Hector Xavier, um dos favoritos da prova, correu 161 quilômetros, 14 a menos que o Neneinha “Pé de Vento”. O vencedor foi o corredor Ligeirinho, de Poços de Caldas(MG). Vamos agora à notícia do portal 2DZ, dos irmãos Douglas e Daniel Zílio:

neneinha5Carlos Pereira de Rezende, que você e eu conhecemos como Neneinha, o maior ultramaratonista jalesense de todos os tempos, correu muito e brilhou durante a Ultramaratona, realizada dentro da programação da Virada Esportiva de Campinas, uma comemoração aos Jogos Olímpicos Rio 2016. O evento aconteceu nos dias 27 e 28 de agosto e reuniu mais de 100 atividades esportivas em diversos locais da cidade.

Modalidades como artes marciais, atletismo, badminton, basquete, beach tênis, ciclismo, futebol de campo, futsal, futvôlei, ginástica artística, ginástica rítmica, handebol, natação, slake line, skate, trampolim acrobático, tênis de campo, tênis de mesa, vôlei, danças, fitness, entre outras, fizeram a alegria dos amantes do esporte, mas foi a Ultramaratona o evento símbolo da Virada.

Neneinha correu na pista interna da Lagoa do Taquaral. E foi rápido como a luz. O ultramaratonista, em sua categoria, contabilizou 64 voltas na Lagoa durante a prova. Cada volta somou um percurso de 2.750 metros, totalizando 175 quilômetros durante 24 horas de corrida. Neneinha foi o segundo colocado na competição que reúne atletas de diversas cidades brasileiras.

Vale ressaltar que em 2010, 2011, 2012 e 2016, Neneinha sagrou-se campeão em sua categoria na Ultramaratona de Campinas. “Durante três vezes sai de minha categoria e corri na geral. Fui duas vezes quinto colocado na categoria geral e nesta edição fiquei em segundo lugar”.

“Em todas as competições que participo, mesmo quando não recebo apoio do poder público, levo comigo a bandeira de Jales por amor à cidade e por aquilo que amo fazer que é correr”.

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *