PAI DE JOVEM ASSALTANTE PROCURA VÍTIMAS PARA RESSARCIR PREJUÍZOS

A atitude inédita de um servente de pedreiro aqui de Jales está  repercutindo em vários veículos de comunicação pelo Brasil afora. Vejam a notícia do G1:

Um servente de pedreiro teve uma atitude inusitada nesta quinta-feira (10), em Jales (SP). Depois que o filho dele, de 18 anos, foi  acusado de roubar um posto de combustíveis e uma farmácia no início desta semana na cidade, o pai decidiu que vai pagar o prejuízo que as vítimas tiveram por causa do filho.

Dorivaldo Porfírio de Lima não tem carteira assinada e ganha  pouco mais de um salário mínimo. Mesmo assim ele se comprometeu a pagar os R$ 1,5 mil roubados na farmácia e no posto em 10 vezes. Ele ofereceu até garantia, assinando promissórias. “Ele veio aqui envergonhado e falou que era pai do rapaz que tinha assaltado o posto. Eu nunca vi isso em lugar nenhum, muitos não pagam nem devendo, imagine quem não deve”, afirma o dono do posto Pedro Paulo Santana.

O pai se justifica dizendo que não quer que ninguém fique no prejuízo. “Fui até o posto, conversei com o dono para parcelar e pagar essa dívida, vou pagar o celular da moça que roubaram também e vou pagar a farmácia. Acho que ninguém deve ficar no prejuízo pela culpa do meu filho”, afirma.

A notícia completa do G1, incluindo o vídeo com entrevistas do senhor Dorivaldo e do delegado Sebastião Biazi, pode ser vista aqui.

10 comentários

  • Osmar

    Exemplo de pai, exemplo de pessoa. Demonstrou que não vai desistir em educar o filho, mesmo com muitas dificuldades. Está de parabéns! Tirei o chapéu!

  • Mari

    Este pai sabe o que é trabalhar duro para conseguir pagar suas contas. Com certeza sabe o quanto os comerciantes se prejudicaram a ação do seu filho. Meus parabéns a ele!

    Mas repudio a atitude de um empresário de Jales que fica se promovendo em “ações no bem”, com o logo da sua loja estampado na camiseta.

    Assim como tudo que ele sempre faz “de coração” mas só tem validade se for divulgado. Quer ajudar? Legal, acho muito bacana e apoio essas atitudes, mas chega de se promover as custas disso, né?

    Vergonha alheia.

    • analice

      você quis dizer do dono da loja augusta ?também não achei legal se promover as custas dos outros , se ele realmente quisesse ajudar , o teria feito anônimo , e quanto ao servente de pedreiro fiquei sabendo que ele vende cigarros do paraguai em muitos estabelecimentos de JALES e região,então também não achei correto a reação dele de se passar por coitado .

  • washington

    Vergonha para o filho e ao pai sofredor, resta tentar amenizar a atitude do filho. Na minha humilde opinião, os comerciantes não deveriam aceitar o dinheiro deste pobre trabalhador que ganha pouco pra sobreviver. Este dinheiro não vai enriquecer os comerciantes mas, fazer falta no prato de comida do coitado do pai. PRONTO FALEI!!!!!

    • Indignado

      Amigo, vc tirou as palavras da minha boca, é uma vergonha a pessoa aceitar o dinheiro suado desse pai honesto, não foi ele quem roubou, foi o filho, e o mesmo esta pagando na justiça, não esta livre, o proprietário do posto é podre de rico e esse dinheiro é trocado pra ele, mas para o senhor, é muita coisa, ele vai tirar do comer pra pagar isso. Se eu fosse o empresário, me desculpe, mas estaria morrendo de vergonha.

  • Cardosinho e amigos do blog, situação difícil para entender o que está certo e errado neste fato.
    Felizes os filhos que tiveram a oportunidade de ter um pai com o caráter acima descrito, mas que na maioria das vezes não a valorizam. Infeliz deste pai, que com todas as dificuldades que a vida lhe impôs, abdica de suas necessidades para honrar seus valores morais. Um bom exemplo para a sociedade que vivemos. Infelizmente, estes casos são isolados, quando deveriam estar presentes no dia-a-dia de nossa sociedade, assim como nossos pais nos ensinaram!

  • SENHOR MARINÓPOLIS- O LIGEIRINHO

    CONFESSO QUE QUANDO VI ESSA MATÉRIA FIQUEI EMOCIONADO ,ELE PODE ATÉ SER SERVENTE DE PEDREIRO E TER CARÁTER COMO TODOS ESTÃO DIZENDO ,MAS ELE NÃO GANHA POUCO MAIS QUE UM SALÁRIO MINIMO POR MÊS NÃO ,ELE VENDE CIGARRO DO PARAGUAI ,,PODE APOSTAR QUE A RENDA DELE É MAIS QUE O TRIPLO DE UM SALARIO MINIMO .FIQUEI COMOVIDO PELA RELAÇÃO PAI E FILHO E PELO ATO DE CORAGEM DELE EM QUERER RESSARCIR O PREJUÍZO QUE O FILHO CAUSOU, EM RELAÇÃO AO SERVENTE DE PEDREIRO NÃO CREIO QUE ELE ESTEJA TRABALHANDO NESSA PROFISSÃO ,QUANDO VI A REPORTAGEM NÃO O CONHECI POIS SÓ O VEJO DE BONÉ ,MAS LOGO DEPOIS CONSTATEI QUE SE TRATAVA DO DORIVALDO MAIS CONHECIDO POR LIGEIRINHO O VENDEDOR DE CIGARROS DO PARAGUAI.NÃO ESTOU QUERENDO CRITICA-LO ,SÓ ACHO QUE ELE DEVERIA TER SIDO MAIS HONESTO EM RELAÇÃO A RENDA QUE ELE DIZ GANHAR POR MÊS,POIS FEZ COM QUE TODOS FICASSEM COM PENA DELE.

    • A

      NaO creio que is so seja vergonha. Ja vi pessoa honest a que viver disso em tempos de crise PRA NAO passer necessidade. NAo ganha bem NAo. Da PRA remediar. Acudir. E sem NAo existe outra opcao. Ainda e trabalho.

  • jalesense satisfeito

    Quero parabelinar a Polícia Civil de Jales, ela que vem desempenhando um excelente serviço no combate ao crime nesta cidade, agindo com rapidez e extrema competência no trabalho realizado, parabéns ao Dr. Biazi e sua equipe de investigadores, Jales está muito bem servida…..

  • Jales

    Só espero que ele não se decepcione com o seu filho. Não acredito que ele saia de la com outra cabeça, mas sim com mais experiência pra cometer novos furtos.Porque vivo isso até hoje, e se meus pais fossem pagar o que já foi roubado pelo meu irmão não teríamos nada hoje. Essa é a realidade!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *