POSTO DE COMBUSTÍVEL PEDE INDENIZAÇÃO POR DANO MORAL CONTRA AUTOR DE VÍDEO VEICULADO NO WHATSAPP

O proprietário de um posto de combustíveis de Jales – o Auto Posto Maloni Ltda – foi à Justiça com uma ação em que pede R$ 45 mil a título de indenização por danos morais contra um cidadão chamado Valdir Fernandes, por conta de um vídeo veiculado no whatsapp.

No vídeo, o posto é acusado – aparentemente de forma irresponsável – de adulterar uma bomba de combustível, causando, supostamente, prejuízos ao consumidor. O acusador diz que teria comprado 300 litros de combustível, mas, ao fazer a aferição constatou a existência de apenas 275 litros no tanque.

Curiosamente, uma decisão do juiz que está cuidando do caso determinou que, tanto o jornal A Tribuna, quanto o site A Voz das Cidades suspendam qualquer publicação a respeito do assunto.

A determinação é no mínimo estranha, porquanto – se eu entendi bem – suspende o direito ou até mesmo a obrigação da imprensa de informar fatos que estão acontecendo e que são públicos. Se o vídeo contém inverdades – e eu, pessoalmente, não acredito nessa história de adulteração – cabe ao autor responder por elas.

Registre-se que, no jornal A Tribuna, o assunto foi citado “en passant” na coluna Enfoque, sem citar nomes. E o site A Voz das Cidades veiculou o vídeo, excluindo o nome do posto, mas, de outro lado, entrevistou o proprietário da empresa, dando a ele a oportunidade de apresentar sua versão e desmentir categoricamente (veja aqui) as supostas inverdades contidas no vídeo.

Não entendi porque censurar a imprensa quando o próprio juiz reconhece que é impossível coibir a divulgação do vídeo através do aplicativo whatsapp. Ou seja, o vídeo vai continuar circulando por aí, mas a imprensa não vai poder noticiar nem a condenação do autor, se ela ocorrer.     

12 comentários

  • O sincero

    E eu com isso?

  • Jalesense

    Nada de Op. Carne Fraca? Só porque mexeu com a Friboi e a JBS? E a PF fascista que só prendia na época dos petralhas? Cada dia mais vemos que o mimimi golpista petralha fica insustentável.

  • Qua qua

    Qual foi o juiz?

  • JALESENSE a debilidade chegou em sua pessoa e estacionou:

    O manda-chuva da Friboi”, Henrique Meirelles, Ministro da Fazenda de Michel Temer deve explicações ao Brasil sobre a “Operação Carne Fraca”
    Não serão necessárias muitas linhas para justificar a manchete. Bastou o Cristalvox abrir um Link perguntando sobre Henrique Meirells, JBS e irmãos Batista para que a tela ficasse repleta de artigos fazendo alusão a chegada de Meirelles ao maior grupo frigorífico da América.
    A “Operação Carne Fraca” não começou hoje. Foi deflagrada exatamente quando o Ministro da Fazenda de Michel Temer estava no comando das empresas da família Batista. Portanto, se algo de estranho e criminoso aconteceu de 2012 até a posse de Meirelles na Fazenda, a “máxima” é de que ele “sabia de tudo”.
    Falta coragem para a grande imprensa dizer isso. Divulgar a verdade… Só está a falar nos corrompidos, “silenciando” sobre os corruptores.
    “O preço de Henrique Meirelles para o JBS. Para melhorar a imagem da JBS, Joesley Batista deu carta branca e uma montanha de dinheiro ao ex-presidente do Banco Central. A aposta se pagou em uma semana.
    “Meirelles empresta credibilidade ao grupo”, diz um executivo próximo à JBS. “Além de ter excelentes conexões empresariais, ele transita muito bem no governo.” (Meirelles interrompeu a entrevista no dia 9 de março para receber o ministro Fernando Bezerra Coelho, da Integração Nacional, na sede da J&F, no Alto de Pinheiros, zona oeste de São Paulo.) O anúncio da chegada de Henrique Meirelles fez com que as ações da JBS subissem até 4,4% na segunda-feira seguinte.”
    Revista Exame
    “Em março de 2012, preocupados com a crescente responsabilidade causada pela expansão dos negócios, os irmãos Batista chamaram o conterrâneo Henrique Meirelles para assumir a presidência do Conselho de Administração da J&F, holding que controla empresas e marcas famosas como JBS Friboi, Banco Original, Swift, Doriana, MassaLeve, Lebon, Pilgrim’s, Seara, Vigor, Rigamonti, Fiesta e Flora. Uma das missões de Meirelles era traçar a estratégia mundial do grupo, para não perder mercado.
    Menos de um ano depois, surpreendentemente José Batista Júnior deixou de ser o principal sócio da holding J&F, tendo vendido sua participação para os irmãos Joesley e Wesley, que tiveram de manter Meirelles à frente do Conselho, porque hoje a credibilidade do grupo está diretamente associada à atuação do ex-presidente do Banco Central e do BankBoston, que está cada vez mais rico e se tornou também acionista do Itaú.

  • JALESENSE PRESTE ATENÇÃO:–O PLANALTO TEME QUE O MINISTROS DA JUSTIÇA SEJA ALVO DE NOVAS DENÚNCIAS E O MESMO MINISTRO É DA TURMA DA DIREITA FASCISTA E GOLPISTA BRASILEIRA.

    A presença do Ministro da Justiça, Osmar Serraglio do ( PMDB ), em grampo da operação Carne Fraca, criou o receio na equipe do Rato Temer de que essa seja uma espécie de prévia de futuras denúncias contra o mesmo ratinho.
    A revelação de que o Ministro teria relação e intimidade com o fiscal Daniel Gonçalves Filho, considerado o líder da organização criminosa, possa iniciar novas investigações.
    Na ligação grampeada, o ministro, chama o fiscal de ” grande chefe” e pede informações sobre vários frigoríficos, entre eles Larissa e o FriBoi ( mas este FriBoi não era do filho do Lula jalesense ? ), o fiscal em questão amigão do ministro foi superintendente do Ministério da Agricultura e chefia propina em troca de vistas grossas na fiscalização de frigoríficos ( se o FriBoi fosse do filho do Lula isso já tinha vindo a tona a muito tempo não achas jalesense? )
    As suspeitas sobre Serraglio ocorrem no momento em que 6 ministros do governo Golpista da direita brasileira, são alvos de pedidos de abertura de processos no Lava Jato.
    E Viva os Paneleiros que sumiram do Brasil.

  • Valmir

    Muito interessante né, quando tínhamos o basquete em Jales ninguém queria saber de onde vinha o dinheiro, quem mete o pau no PMDB hoje ía no Lopes Ferraz aplaudir, talvez até o nobre bloqueiro, tem algum SACUDO aí prá me desmentir….

  • Valmir eu ia em todos os jogos e você ia?
    E o dinheiro vinha do PMDB e não do PT e na época o governador era Quércia através do Banco do Estado de São Paulo ( BANESPA),
    SEU BABACA RESPONDA IA OU NÃO IA?

    • Valmir

      Caro, BABACA deve ser alguém de sua família, você não me conhece seu POSTA, não me escondo em codinomes, eu sou o VALMIR, seu merda, fui símbolo da da torcida do CAJ, quanto ao basquete seu POSTA, fui amigo do Gerson, pra sua informação seu
      MERDA, fomos por cinco vezes vice campeões, sempre contra Santa Cruz do Sul, cidade da Souza Cruz, serviu a aula aí seu BABACA, em história aqui em Jales só respeito a família que sempre escreve a história de Jales, e você quem é, algum ENRUSTIDO.

      • Valmir

        Para complementar as informações acima, quem construiu a Ponte Rodoviaria, foi o PT ?, ( quem duplicou a Euclides da Cunha , inclusive sem pedágio, foi o PT ?, Infelizmente amigo você é mau informado, talvez não é da nossa TERRA, eu sim sou JALESENSE da gema, assunto encerrado, viu seu……..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *