PRESIDENTE DE SINDICATO PROTESTA CONTRA ABERTURA DE COMÉRCIO APÓS NATAL E ANO NOVO. PREFEITURA ABRIRÁ ÀS 12 HORAS

A presidenta do Sindicato dos Empregados no Comércio, Maria Ramires, foi ao rádio, durante a semana, para protestar contra a abertura do comércio local, nos dias 26 de dezembro e 02 de janeiro.

Em entrevista ao repórter Osmar Resende, Maria disse que a ACIJ e o Sincomércio, ao recomendar a abertura, estariam contrariando um acordo proposto por eles mesmos no início deste ano, quando se discutiu o calendário anual e os horários de funcionamento do comércio em datas especiais.

Segundo Maria, não apenas os comerciários estariam procurando o Sindicato para reclamar, mas até alguns comerciantes estariam descontentes com a decisão da ACIJ e do Sincomércio. Em certo trecho da entrevista, ela foi incisiva: “quem quiser abrir vai ter que pagar horas extras”.

Por outro lado, de acordo com matérias publicadas pelos jornais locais, neste final de semana, a ACIJ e o Sincomércio estariam apenas sugerindo a abertura do comércio naqueles dois dias, a partir das 12 horas.

Segundo Alexandre Rensi, presidente da ACIJ, o acordo citado por Maria teria sido firmado pela diretoria anterior, mas, depois disso, a nova diretoria da entidade teria recebido muitas reclamações de comerciantes que desejavam abrir suas lojas após os dois feriados.

O prefeito interino Clóvis Viola, por seu turno, mandou publicar dois decretos avisando que, nos dias 26 de dezembro e 02 de janeiro, a Prefeitura deverá abrir suas portas depois das 12 horas.      

13 comentários

  • Etelvino

    Seremos eterna VILa , pois qualquer lugar abre até mais tarde.

  • poisézé

    Esses comerciantes são uns esfomeados, foi só falar que vai ter que pagar hora extra alguns fizeram as contas e viram que não compensa abrir, só vai querer abrir mesmo aqueles que não vão pagar nada a mais para os funcionários.

  • fer

    Seremos uma vila mesmo, porque o sindicato dos empregados do comercio , parece mais sindicato dos empresários, não faz nada pelos comerciários, tanto é verdade que já estamos em dezembro e o nosso dissidio até agora não foi aprovado!!Falar em horas extras é brincadeira, por que as empresas pequenas não pagam e o sindicato não faz nada!!!

  • O Aprendiz

    Sou a favor de que tudo fique aberto durante as 24 horas do dia, sabado, domingo, feriado, natal, carnaval, ano novo. Quem quiser abrir pode abrir. Quem quiser fechar que feche. Só uma coisa os patrões tem que respeitar: o direito trabalhista dos empregados. Férias, horas extras, adicional noturno, insalubridade, etc, e as jornadas de trabalho.

  • Anônimo

    É UMA VERGONHA VER ALGUNS, EU DISSE ALGUNS, COMERCIANTES EXPLORAREM OS FUNCIONÁRIOS ATÉ A ÚLTIMA GOTA DE SUOR. ESSES DIAS EU FUI COMPRAR UMA CAMISA E COMECEI A CONVERSAR COM UMA VENDEDORA. PERGUNTEI SE ELA ESTAVA TIRANDO A BARRIGA DA MISÉRIA NESTE FIM DE ANO E ELA DISSE QUE COM MUITO ESFORÇO ELA VAI TIRAR O SALÁRIO MÍNIMO. A PATROA DELA NÃO PAGA SALÁRIO MÍNIMO, ELA SÓ TEM PORCENTAGEM NAS VENDAS, E O PIOR QUE EM ALGUNS MESES DO ANO ELA SEQUER TIRA O SALÁRIO MÍNIMO. ALÉM DELA NÃO SER REGISTRADA, TEM QUE ASSINAR RECIBO COMO SE ESTIVE RECEBENDO O SALÁRIO MÍNIMO. POR ISSO QUE TEM DONA DE LOJINHA (DIGAMOS PORTINHA) DE CARRO ZERO. VERGONHA E NINGUÉM FISCALIZA. CADÊ O SINDICATO?

  • Anonimus

    Veja Anonimo este Pais o Empregado só tem direitos, vamos ver as obrigações, nimguem quer, os Patrões que obrigam estes empregados a assinarem recibos estes são os Bonzinhos, agora veja a carga trabalhista em cima de um Patrão isto nimguem ve, 1 salario representa o dobro de carga tributaria, tinha que ser igual a Pais desenvolvido, entrou de manha paga no fim do dia e Parabens, no Japão quem cumpre suas obrigações durante o ano inteiro recebe um bonus financeiro por isto , isto é Pais que vai para frente.

    • José

      Amigo, não está contente com a carga tributária então vira empregado, é simples…Vamos ver se seu discurso muda..

      Afinal qualquer empresário ou pelo menos deveria saber da carga tributária antes de abrir uma empresa e não ficar depois choramingando…
      E para completar é uma vergonha esse dissidio não ter saído…todos deveriam é nao trabalhar no final de ano para eles mudarem o pensamento e honrar o compromisso como quem os ajuda a enriquecer.

  • Anônimo

    dinheiro pra pagar salário digno registrado pro funcionário o patrão não tem, mas pra ir toda semana buscar mercadoria em são paulo e andar de carro zero com vidro fechado no ar condicionado isso tem sim. dinheiro pra ir pra disney também não falta. tem que fiscalizar sim, e se alguém ver alguma coisa desse tipo é só denunciar na justiça do trabalho!

  • Anônimo

    cada um trabalha por quanto quizer, se nao acha bao o quanto ganha pede as conta e da o lugar pra outro

  • decio

    A maior parte do dia os vendedores de loja ficam parados a espera de cliente.SE o comercio abrir mais tarde vai se aproveitar melhor o tempo .

  • joao paulo

    sindicato do serve pra criticar… nao faz nada e tambem nao quer sair da carne gorda…vamos trocar essa administracao!!!

  • José Lopes

    CARO CARDOSINHO, QUERIA ESCLARECER UMA DÚVIDA, POR QUE FERNANDÓPOLIS QUE É 1 ANO MAIS VELHA QUE JALES TEM 64 MIL HABITANTES E JALES TEM 50 MIL???
    SERIA CULPA DOS PREFEITOS???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *