PRISÃO TEMPORÁRIA DE EX-VEREADOR RIVAIL RODRIGUES JÚNIOR É PRORROGADA POR MAIS CINCO DIAS

A notícia é do Diário da Região:

A prisão temporária de dois dos integrantes do grupo suspeito de fraudar licitação, lavar dinheiro e compor organização criminosa na construção de 99 casas do conjunto habitacional “Honório Amadeu”, com pagamentos suspeitos de mais de R$ 9 milhões, foi prorrogada por mais cinco dias. São eles: o sócio da empresa e ex-vereador de Jales e o empresário que foi preso em Lins. O grupo é investigado pela Polícia Federal de Jales.

Os demais integrantes, que também foram presos pela PF, prestaram esclarecimentos e foram liberados, mas continuam indiciados e sob investigação no inquérito da polícia.

No último dia 20, a operação prendeu em Urânia o sócio da empresa Tecnicon Engenharia e Construção Ltda, Almeraldo Del Pino Júnior. Na cidade, os policiais federais também cumpriram mandado de prisão contra Rodrigo Hernandes Pigari Del Pino, filho do sócio da empresa, mas como ele mora em Minas Gerais, se apresentou à Polícia Federal no dia seguinte, quarta-feira, 21.

Em Jales, os agentes prenderam o ex-secretário de Obras do município, Antonio Marcos Miranda e também o sócio da empresa e ex-vereador Rivail Rodrigues Júnior. O cunhado de um dos envolvidos, Wladimir Prandi Franco, também foi preso em Jales. Já o empresário Zaíde Plaça foi preso em Lins.

Obs.: ao contrário do que informa a matéria do Diário da Região, o ex-vereador Rivail Rodrigues Júnior não é sócio da empresa Tecnicon. Os sócios são os engenheiros Miranda e Del Pino.

Da mesma forma, a matéria exagera ao falar em “pagamentos suspeitos de mais de R$ 9 milhões”. Os pagamentos realizados em 2013/2014 (R$ 1,7 milhão), no governo da ex-prefeita Nice Mistilides, e no período 2015/2016 (R$ 3 milhões), no governo Pedro Callado, já foram fiscalizados e aprovados pelo Tribunal de Contas.

6 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *