PROBLEMAS COM FACIP FINANCIADA POR MINISTÉRIO DO TURISMO ESTÃO SÓ COMEÇANDO

O prefeito Humberto Parini mandou correspondência para a imprensa local, contestando a matéria do Estadão e garantindo que não existem irregularidades na aplicação dos recursos oriundos de convênios firmados com o Ministério do Turismo. Evidentemente, que ele não poderia fazer coisa diferente, senão desmentir.

Tudo indica, no entanto, que os problemas com os convênios do Ministério do Turismo estão só começando. Fontes confiáveis garantem que, nos próximos dias, chegarão outras más notícias, principalmente no campo facipesco. Resta saber se o prefeito terá que emitir outros desmentidos, ou se vai deixar isso para os demais atingidos.

11 comentários

  • Anônimo

    além de tudo querem estar certos, aff se enxerga né Prefeito Cardoso, ja viu isso?

    http://www.regiaonoroeste.com/portal/materias.php?id=35958

  • Anônimo

    região noroeste? Quem ainda acessa este site?Eles recebem publicidade da Prefeitura de Jales?OU do Vadão?Afínal, não publicaram a notícia da denúncia, mas publicam o desmentido do prefeito.Será que recebem dinheiro da prefeitura de Jales?

  • Anônimo

    Não so da prefeitura! Da Câmara também, pois o Macetão quando quis falar, foi lá no site Região Noroeste, para contam vantagem.

  • Flá Prandi

    Amigo Cardoso este é o link do meu blog que já está na rede. http://www.blogdofla.com/jales

    Abraços.

  • CENÁRIOS FUTUROS.

    Meus caros amigos, nós Jalesenses não estamos querendo uma pessoa para assumir o cargo de mandatário apenas porque ele não tem ” PAPAS NA LÍNGUA,NÃO GOSTA DE MEDIR PALAVRAS E ADORA COMPRAR UMA BRIGA E ADORO FICAR BEIJANDO ELEITORES “.Não… longe disso, não é de um prefeito como este tipo de comportamento que a cidade de Jales está precisando não.
    Nós Jalesenses estamos precisando de uma pessoa para ser prefeito de nossa querida cidade que tenha o DNA DE JALES e preencha os seguintes requisitos abaixo relacionados :

    – Que seja capaz,dinâmico, eficiente e coerente;
    – Que não seja desequilibrado emocionalmente;
    – Que seja um conciliador e não goste de comprar briga com absolutamente ninguém;
    – Que costume medir as palavras sim,
    – Que não seja especulador
    – Que após o período eleitoral seja prefeito de todos os Jalesenses;
    – Que tenha carisma e que seja carismático para com os seu munícipes;
    – Que seja antes de tudo seja um homem do povo e que atenda os anseios do povo;
    – Que tome decisões movido sempre pela razão e nunca pela emoção.
    Me perdoem meus amigos, mas eu estou no meu direito de opinar, afinal é o meu voto que está em jogo e de uma coisa tenham certeza senhores candidatos a prefeito da minha cidade,seja quem for, irão ter sempre a minha crítica porém,sempre será uma crítica respeitosa sem ofensas morais a nenhum dos senhores.
    Afinal, é preciso governar mais para o povo e pelo futuro, e menos pelos partidos, pelos cargos e aliados de ocasião.”

    • TONINHO

      UM GANCHO AÍ POR FAVOR:
      “Que seja antes de tudo, seja um homem do povo e que atenda os anseios do povo”
      pensando assim,o Rato era do povo e deu no que deu.
      Precisamos um PREFEITO GERENTE, que já administrou algo com eficiência comprovada.

  • anônimo

    Poletto, então o seu preferido só pode ser o FLÁ. É o que mais se enquadra nesse perfil. Ou estou errado?

  • anonimo

    E saber que o Prefeito Parine no seu tempo era cirurgiao Dentista conceituado , funcionario publico com alto salario e agora? Deve estar arrempendido e ainda poderá perder seu patrimonio conseguido no passado. e que sirva de exemplo para os proximos adiministradores.

  • artistas

    Mas quem duvida que nao essas verbas nao era pra patrocinar as companhas.,…. todo mundo sabe disso….agora que o bicho vai pegar…. segura vadao, parini, etc…

  • Facipão

    Pois é…… Algumas pessoas que passaram pela gestão da FACIP e estão tranqüilas, podem colocar as “barbas de molho”. Estimo que a “dor de cabeça” não será muito maior que se imagina, portanto, membros da comissão organizadora das festas, tesoureiro, autorizadores de gastos (secretários municipais, chefes de gabinete e outros), fiquem atentos, pois os problemas estão só começando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *