RAPAZ DE 18 ANOS MORRE EM ACIDENTE DE MOTO ENTRE JALES-PONTALINDA

É a segunda morte na SP 463 em menos de 72 horas. A notícia é do Informa Mais:

Patrick Aparecido Garcia de 18 anos morreu no final da tarde desta sexta feira (15) vítima de acidente automobilístico na Rodovia SP 463 “Elyeser Montenegro Magalhaes”. O acidente fatal aconteceu por volta das 17h50m. O rapaz que acabara de tirar a Carteira Nacional de Habilitação pilotava uma Moto Honda Twister com vermelha da cidade de Jales e trafegava no sentido Jales à Pontalinda.

Segundo a ocorrência registrada pela Polícia Rodoviária de Jales, no quilômetro 138 + 100, município de Jales, o motociclista teria invadido a faixa contrária da pista e colidiu com a lateral de uma Carreta Volvo 460 que seguia no sentido Pontalinda à Jales.

O Bi-Trem com placas de Jardim Alegre do estado do Paraná era pilotada por José Betoldo Junior e não estava carregado e o motorista não se feriu no acidente.

Patrick estava com a CNH em período permissionário e fazia apenas quatro dias que portava o documento. Ele morreu no local do acidente.

Esta foi a segunda vítima fatal na SP 463 nesta semana. Quarta-feira (13) depois de bater a moto em um treminhão, na mesma rodovia um Treminhão após reduzir a velocidade para adentrar em uma estrada de terra foi colidido por uma motocicleta que vinha logo atrás. O contador Ronaldo Processo de 37 nao conseguiu desviar do Treminhão e acabou se ferindo gravemente morrendo no local do acidente.

A Polícia Técnica tem até 30 dias para apontar as prováveis causas do acidente desta sexta feira.

2 comentários

  • Fabiana

    Meu marido dirige moto, e ele me fala que esses treminhões são um perigo para o motociclista. Eles tem uma espécie de vácuo que parece “sugar” quando uma pessoa de moto passa. É uma verdadeira armadilha esses treminhões.
    Triste saber que tantos pais, mães, esposas e filhos estão agora chorando de dor e tristeza.
    Só de lembrar a quantidade de perdas só na nossa cidade, nos faz refletir, rezar e pedir a Deus por essas famílias que agora estão sofrendo tanto…

  • Anônimo

    A unica forma de tirar esses veículos grandes das rodovias seria investimento em ferrovias, a exemplo de países de primeiro mundo, porem no aqui estamos querendo acabar com as ferrovias… Quando morre alguém atropelado por um trem, parece que o mundo acaba, a imprensa pega no pé, a população se revolta, e quantas pessoas morrem vitimas do transito rodoviário?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *