SINDICATO DE JALES PARTICIPA DE SEMINÁRIO SOBRE A NOVA LEI DO MOTORISTA

FOTO SIND MOT

A notícia é da assessoria de imprensa do Sindicato dos Motoristas:

Tendo como tema as inovações da Lei 13.103/2015 que regulamenta a profissão do motorista profissional, o VIII Seminário sobre relações trabalhistas no transporte rodoviário de cargas, realizado em Campinas, em 19 de junho, foi importante para o, esclarecimento de dúvidas sobre as alterações incluídas na nova lei, como afirmou o presidente do sindicato, José Roberto Duarte da Silveira, que participou do evento com outros dois diretores e quatro agentes sindicais.

Essas alterações foram tema de um de dois painéis. O outro foi sobre os novos parâmetros para as negociações coletivas de trabalho. O primeiro painel teve como expositor o juiz titular da 1ª Vara do Trabalho de Taubaté, Guilherme Guimarães Feliciano e o segundo, o desembargador Fábio Allegretti Cooper. Os dois painéis tiveram espaços para perguntas dos participantes, o que também contribuiu para que todos pudessem participar, somando conhecimentos sobre os dois temas abordados, com o afirmou José Roberto.

A abertura do seminário teve a presença do presidente da FETCESP (Federação das Empresas de Transportes de Cargas do Estado de São Paulo) Flávio Benatti, do presidente da FTTRESP (Federação dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado de São Paulo) Valdir de Souza Pestana e do desembargador Francisco Alberto da Motta Peixoto Giordani, diretor da Escola Judicial da 15ª Região.

O Sindicato de Jales participou do seminário com o seu presidente, José Roberto Duarte da Silveira, os diretores Adivaldo Caldeira da Silva e Jesus Mariano de Castro e os agentes sindicais Fernando Benacci Pelarin, Crisdaiane Nunes, Bruna Sabrina Cenedeze Nunes e Eduardo Bortolotti.

3 comentários

  • Transportadora

    Já está no memento dos sindicatos começaram a discutir as condições de fretes praticadas no Brasil.
    Criam-se leis para beneficiar este ou aquele, mas não vemos ninguém discutir as questões relacionadas ao preço dos fretes.
    Há 5 anos atrás o litro de diesel e o pedágio eram praticamente a metade dos valores de hoje, mas os valores dos fretes são os mesmos daquela época.
    Por essas questões, temos hoje boa parte dos pequenos transportadores e dos motoristas autônomos quebrados, sem condição sequer de dar manutenção em seus caminhões.
    O sindicato que representa a classe deveria se aproximar dessa discussão e dar seu parecer.

  • Sindicato dos Motoristas

    Boa Tarde !
    Caro amigo, concordamos plenamente com sua colocação sobre o aumento dos custos de tudo que se relaciona ao transporte e a defasagem no valor dos fretes, no entanto, somos limitados a tratar deste assunto em específico por sermos um Sindicato que representa o trabalhador, na condição de funcionário de uma empresa. Não temos autonomia para tratar deste assunto pelo menos por enquanto mas estamos abertos caso isso seja possível algum dia. Nosso desejo é que as empresas consigam se manter e ter seu lucro sem enfrentar problemas do grau que hoje enfrentam, assim todos teriam seu sustento garantido.

  • mineiro come quieto

    Ta faltando aí na foto o Aloprado Daniel Caldeira com seu ônibus Comando da Madrugada. Acho que também vou montar um sindicato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *