SOBRE A NOTÍCIA ANTERIOR

A notícia enviada pela Secretaria de Comunicação, a respeito da inclusão de Jales no Programa “Cidades Digitais”, diz que a prefeita Nice Mistilides está cumprindo a promessa feita em campanha de fornecer internet gratuita para a população.

Quem lê a notícia pode ficar com a impressão de que, a partir da implantação do Programa, os cidadãos de Jales terão internet gratuita em suas casas, conforme prometido pela prefeita em seus delírios de campanha. Isso, no entanto, não é verdadeiro. Quem quiser internet banda larga em casa, vai ter que continuar pagando.

O Programa “Cidades Digitais”, nas palavras do ministro Paulo Bernardo, visa “conectar todas as unidades do município em uma rede de fibra óptica, o que ajuda tanto a administração do município quanto o cidadão”. Ou seja, o Programa pretende interligar os vários órgãos – ou secretarias – municipais, através de internet banda larga, com o objetivo de facilitar a vida dos cidadãos que precisam de serviços públicos.

Além disso, o Programa também vai proporcionar à população pontos de acesso à internet para uso livre e gratuito em espaços públicos de grande circulação, como praças, parques e rodoviárias. No caso de Jales, serão dois pontos, mas a notícia do pessoal da Comunicação não esclarece quais são. Nada demais. Algumas empresas da cidade já oferecem isso aos seus clientes.

Não há, portanto, nenhuma grande novidade. Por sinal, a internet gratuita – quase da forma como será proporcionada pelo Programa – já existe em Jales há muito tempo, através do Acessa São Paulo, localizado na rodoviária e dos tais Centros de Inclusão Digital inaugurados pelo estadista Parini.

Em 2012, quando 80 cidades foram selecionadas para a primeira etapa do Programa, Jales chegou a ficar entre as 192 cidades pré-selecionadas, mas acabou ficando de fora. Nesta segunda etapa, o “Cidades Digitais” inclui municípios com até 50 mil habitantes, selecionados de acordo com critérios que levam em conta, entre outras coisas, o baixo Índice de Desenvolvimento Humano(IDH).

Concluindo, não chega a ser um motivo de orgulho a nossa inclusão no Programa.

Post Scriptum: o secretário de Comunicação Bruno Guzzo ligou para dizer que este aprendiz de blogueiro está equivocado. Segundo ele, serão instaladas 16 torres na cidade e os internautas, após fazer um cadastramento na Prefeitura, poderão acessar a internet gratuitamente através dessas torres. Não é isso, o que diz o site do Ministério das Comunicações sobre o Programa “Cidades Digitais”, mas, por tratar-se o Bruno de pessoa em quem confio, faço esse registro e fico no aguardo de mais informações.

11 comentários

  • Maome

    Bom só acredito vendo, mas se for é bom de mais, e foi promessa então tem que cumprir. Essa semana estava atras de internet via radio pra por em casa, pois preciso para os estudos, então acho que vou esperar mais um pouco. Ou será que esse cadastro não dará direito a todos? Afinal todos somos cidadões, e eleitores, não sou nenhum miserável, mas tbm não sou nenhum da elite e preciso da internet pras pesquisas da faculdade, espero que venha logo e que realmente toda a população tenha direito.
    Obs: Dei print screen no post e vou aguardar pra ver se isso acontece msm.

  • Eduardo

    Não só especializado no assunto,mas nem meu spidy tem fibra OPTICA, que eu saiba essa ta l de fibra é um fio de alta tecnologia que é feito do material de vidro, acho que também por meio de carbono. Resumido nem meu Spidy de 2 gigas poderia alcançar tal velocidade. Já li artigos na internet de jornais da europa que usuarios de fibra optica chegam a alcançar velocidade acima de 40 gigas até 100 gigas.

    BOM INCLUSÃO DIGITAL NÃO É SÓ LIBERAR INTERNET DE GRAÇA É DAR TREINAMENTO E CAPACITAÇÃO, ALÉM DE DESENVOLVER UMA NOVA CULTURA DE EMPRESAS, REDES SOCIAIS, ETC

  • Le

    Eduardo nao to querendo corrigir ou ser aquele chato, é Speedy e nao Spidy..e o seu deve ser 2mb e nao 2Gb…Em relacao a internet gratis a toda cidade duvido muito!!!!

    • Eduardo

      caro, Le devido algumas pessoas postarem com meu nome desde o começo do blog pra diferenciar, deixo algumas palavras assim. Não se se esqueça que pra chama atenção e fazer propaganda lembra da placa com o Parafuso de cabeça pra baixo em frente a agromec

  • FALO! FALO MESMO.

    Não sei para que tanta defesa do Bruno Guzo. Segundo fontes muito seguras uma briga bem séria entre a comunicação e a Ungida teria resultado no pedido de exoneração do Bruno Guzzo e do Douglas Zilio que só ficam até o dia 30. Só se fala nessa briga pelos corredores do paço. A pergunta é: quem serão os substitutos?

    • ELEITOR CONSCIENTE

      RESPONDENDO AO FALO! FALO MESMO. …………..
      .
      .
      SERIA O DANIEL ZILIO E AQUELA OUTRA QUE ESTAVA TIRANDO FOTOS NA EXPO SHOW, ACHO QUE ANA CLAUDIA.
      .
      .
      OU SERIA GENTE LIGADA AO MARKETEIRO DA CAMPANHA.
      .
      .
      VAMOS AGUARDAR.

    • Anônimo

      Mas teve a maior festança de comemoração de aniversário do Bruno no Gabinete da Prefeita!? Com direito de ele tirar foto na cadeira da prefeita e tudo!

  • somos contra os politicos

    Todas as vezes que aparece um politico dizendo que arrumou (em Brasilia) uma coisa boa para nós.
    Aparece alguem dizendo que “nao e’ bem assim”.
    Essses politicos deveriam ir a brasilia pedir alguma coisa, tirar foto e dizer : “Nós conseguimos uma verba”.
    Ja’ que tivemos 8 anos com um governo do PT, sem nada.
    Nós, seres votantes, agradecemos

  • Pit Bull

    Porque cadastrar? Incoerência, já que estará disponível em toda cidade. Mais um imbróglio da Secretaria de Comunicação ….

  • Marcos Alberto

    Se eles colocarem ,uma internet de 10mb para distribuir pela cidade nao vai da nem para começa porquê vai ser lenta ,para o tanto de computadores conectados simultaneamente ,para isso dar certo tem que ser no minimo uma internet de 50mb no minimo ,e olha lá de dia não vai ser tao bom também .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *