TRIBUNAL DO JÚRI DE JALES SE REÚNE NESSA QUARTA-FEIRA PARA JULGAR HOMEM ACUSADO DE HOMICÍDIO OCORRIDO EM 2004

O Tribunal do Júri de Jales volta a se reunir amanhã, quarta-feira (25), para julgar o caso de M.R.A., acusado de homicídio qualificado. O crime ocorreu entre o final de janeiro e o início de fevereiro de 2004 e teve a participação de outras três pessoas, que já foram julgadas e condenadas.

O julgamento de M.R.A., o quarto elemento, ocorrerá agora porque ele estava foragido e só foi encontrado – e preso – no ano passado. Ele será defendido pelo advogado Edson Francisco da Silva.

Segundo a acusação, o crime foi premeditado. Os quatro comparsas convidaram a vítima para roubar alguns carneiros em uma propriedade rural e, enquanto caminhavam pela linha férrea, nas proximidades do Córrego da Figueira, dois dos acusados sacaram suas armas e efetuaram os disparos.

Apanhado de surpresa, a vítima – conhecida por Magrão – morreu no local e teve seu corpo enterrado em uma mata próxima. Dois dos criminosos confessaram o homicídio e a ocultação do cadáver. E a mulher de um deles deu seu testemunho à Justiça, afirmando que o marido havia lhe contado sobre como ocorreu o crime.

A sessão do Júri começará às 09 horas, sob a presidência da juíza Maria Paula Branquinho Pini.

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *