VIZINHANÇA COLOCA CRECHE ABANDONADA À VENDA

DSC01226-ed

Tem gente que perde o amigo, mas não perde a piada. Alguns brincalhões – numa crítica sutil à administração municipal – instalaram duas placas de “Vende-se” no prédio abandonado da EMEI “Antônio Di Bernardo Peres”, no Jardim Maria Silveira.

A creche começou a ser construída em abril de 2012, mas a obra foi interrompida ainda na gestão do nosso premiado estadista Humberto Parini, em dezembro daquele ano. Mesmo tendo firmado um aditamento que elevou o valor da construção de R$ 655 mil para R$ 762 mil, a empreiteira – uma construtora de Ilha Solteira – desistiu da obra.  

Transcorridos mais de três anos, a construção da creche continua paralisada, enquanto o prédio abandonado vai sendo utilizado para atividades noturnas que nada tem a ver com a educação das criancinhas. Pelo menos é o que indicam os vestígios do consumo de drogas e as camisinhas que, não raro, são encontradas por lá.

Em fevereiro de 2014, a ex-prefeita Nice Mistilides distribuiu à imprensa uma notícia cuja manchete era “Prefeita consegue retomar obras de creche que estava abandonada”, mas foi apenas mais uma pataquada da administração da Ungida.

Com a ascensão do vice-prefeito Callado ao posto de prefeito, esperava-se que a construção da creche fosse reiniciada, mas… Mas o prefeito, pelo jeito, vai terminar seu mandato sem conseguir reiniciar a obra.

8 comentários

  • jalesense

    ainda bem que a população tem a consciencia de que devem usar camisinha……

  • Corvo da Av. Paulista

    Esta cidade só voltará a crescer quando for devolvida a praça e a igreja de Santo Expedito bem como o retorno da sua imagem para o altar original. E o dirigente do município se ajoelhar e pedir ao Santo perdão pelo ocorrido.

  • Volta dinheiro

    Parece que o dinheiro era do governo federal porem ele nao mandava o dinheiro e sem receber, a contratada abandonou a obra.
    Para voltar o prefeito aumentou o valor porem o aumento de custos e materiais se tornou inviavel logo a construtora abandonou a obra.
    Agora com o governo Dilma quebrado e mandando dinheiro para o Rio para os jogos deste ano, nao vamos ver o termino da obra
    Estou certo ou errado?

    • Errado. Essas empresas de fora vem a Jales e, para ganhar a licitação, se propõem a executar o serviço por preços baixos. Depois não dão conta e abandonam. Tivemos vários casos assim. No caso dessa empresa, ela recebeu cinco medições – mais de R$ 400 mil – e vazou.

      • Volta dinheiro

        E’ elementar, meu caro Cardozinho pois qualquer pedreiro de Jales abandona a obra após receber mais dinheiro do que o serviço executado.
        Fica a pergunta: Como a fiscalizaçao da prefeitura pagou mais do que foi executado? Deve ter um dedo do ex prefeito?
        Esta’ na cara que o serviço pronto nao vale R$ 400 mil
        Por isso nao foi para o MP?

  • Olho Vivo

    Por quê o Ministério Público ainda não tomou providências sobre a paralisação da construção dessa creche. E o dinheiro público que já foi empregado ali, como é que fica? Alô, alô Ministério Público!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Outra coisa: E a pavimentação das ruas do Jd. Morumbi. As máquinas iniciaram os trabalho e depois tchau, tchau. Isso não está cheirando bem.

  • Zé das Éguas

    Vou lá na imobiliária fazer uma oferta nesse prédio e montar uma zona… A cidade já virou casa de baixo meretrício mesmo…

  • CHAMA A NICE DE VORTA QUE ÉLA TERMINA TODA OBRA QUE COMECOU E NAO TERMINOU AI A COISA VAI, NAO SEI PRA ONDE KKKKKKKK KKKKKKKKKK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *