MULHER DE ADVOGADO DA LUSA É TORCEDORA DO FLUMINENSE

sestario1

A foto acima foi postada em uma rede social, em novembro, pela mulher do advogado Osvaldo Sestário, que defendia a Portuguesa e teria deixado de avisar o clube sobre a suspensão do jogador Héverton. Nela, aparecem o advogado e a esposa tietando o atacante Fred, do Fluminense.

Ela se diz torcedora do Fluminense. Ele não disse pra que time torce, mas garante que o fato de a esposa torcer para o Flu não tem nenhuma influência sobre sua atuação como profissional do Direito. Vejam, agora, a notícia do DCM: 

A Portuguesa comprou briga com o advogado Osvaldo Sestário, que representava a equipe em julgamentos realizados no Rio de Janeiro.

Em entrevista concedida nesta terça-feira, o presidente do clube, Manuel da Lupa, disse que Sestário admitiu culpa no episódio.

“O advogado disse para mim que era o responsável. Aí eu perguntei: e a Portuguesa, como fica? Ele não soube responder. Aí começaram a surgir outras versões. Tudo isso é muito estranho”, disse Lupa.

A Portuguesa foi punida pelo STJD por ter escalado irregularmente o jogador Heverton contra o Grêmio.

Heverton havia sido expulso contra o Bahia. Ele cumpriu suspensão em partida contra a Ponte Preta, mas foi julgado pela comissão disciplinar do STJD na sexta-feira que precedeu o confronto com o Grêmio.

Em sessão realizada no Rio de Janeiro, a pena foi ampliada para duas partidas – o que inviabilizaria a participação dele na partida.

A Portuguesa foi representada no julgamento por Osvaldo Sestário, que representa centenas de times do futebol nacional e recebe da CBF.

“A situação do Heverton não chegou a nós”, diz o presidente da Portuguesa.

Lupa questionou uma série de pontos sobre o advogado: “Nós não podemos falar sobre ninguém sem provas, mas a esposa dele é torcedora do Fluminense, que foi o principal beneficiado com esse resultado do STJD. Alguns dizem que ele é sócio do clube. Nós ouvimos muitas coisas, e aí fica complicado saber o que é verdade”.

3 comentários

  • somos contra os politicos

    O advogado da Portuguesa, com certeza, pegou dinheiro do Fluminense para colocar esse jogador irregular.
    Assim como o Vasco pagou para aqueles bandidos brigarem com a outra torcida, se perdessem.
    Futebol e politica andam juntos na trambicagem de interesses.
    Como o CBF e’ uma empresa particular, o governo nao pode intervir nela. A CBF da’ 250 milhoes de reais/ano de lucro.
    Futebol e’ um negocio, nao da’ para cometer erros de um portugues

  • Anônimo

    é de se estranhar como a notícia veio a tona… uma coisa dessas ninguém percebe…

  • Anonimo

    Safados. Portuguesa derrubada no tapetão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *