NO PAÍS DO FUTEBOL. E DAS GANDULAS

Parece que o cara que escolhe as gandulas do Engenhão é um especialista no assunto. Vejam a notícia do portal Extra on Line sobre a moça das fotos, que também atua como gandula no Campeonato Carioca:

Ninguém reparava muito nelas até Fernanda Maia ganhar destaque na vitória do Botafogo no último domingo. Mas a gandula musa da vez tem uma concorrente. É Carolline Bastos, de 18 anos, estudante de Farmácia. Para sorte do Fluminense, essa botafoguense vai ficar na arquibancada na final depois de tanto bafafá. “Virei gandula para ficar mais perto do futebol”, diz ela.

A paixão pelo esporte começou por influência do pai. “Desde pequena ele me levava ao estádio para ver os jogos. Hoje em dia gosto mais de futebol do que meu irmão”, conta. Há oito meses atuando como gandula, a jovem diz que o assédio dos homens no estádio é saudável. “Quando temos que pegar a bola mais perto da arquibancada eles falam um pouco mais, mas sempre com respeito”.

Outras fotos da Carolline podem ser vistas na matéria do Extraaqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *