APÓS BRIGA, MULHER DÁ UMA MORDIDA NOS “DOCUMENTOS” DO NAMORADO

A vida não está nada fácil para nós, homens. Vejam a notícia que está no site JusBrasil:

A norte-americana Lucinda Kinder, de 32 anos, se descontrolou no último sábado (23) e… deu uma dentada no órgão genital de seu namorado, com quem dividia um apartamento há cerca de um ano. As informações do saite Weekly Vice repercutiram nos dois últimos dias na imprensa dos EUA.

Investigadores policiais disseram que o casal teve uma discussão acalorada, e Kinder reagiu dando um soco no namorado, o arranhando no ombro e depois mordendo-o na região dos “países baixos”.

Segundo a Polícia de Coralville, Estado de Iowa, uma guarnição foi enviada para a residência de onde partiu um chamado de emergência para o fone 911. Quando os policiais chegaram, ouviram o relato de que “Kinder socou-me, arranhou meu ombro e, em seguida, mordeu furiosamente meu pênis, fazendo-o sangrar”.

Uma equipe médica foi chamada às pressas para os primeiros atendimentos. Kinder foi fichada e levada com mandado de prisão em flagrante à cadeia do condado de Johnson, sob a acusação de “violência doméstica / agressão, sem intenção de causar dano ou prejuízo”.

Sua fiança foi estabelecida por um juiz plantonista em US$ 2.500. Ele considerou que “numa avaliação preliminar, convenci-me de que a acusada não teria agido com dolo ou intenção de causar dano”. O valor foi pago só no dia seguinte, com a participação de familiares e ela está em liberdade vigiada. O homem se recupera num hospital.

A imprensa norte-americana se divertiu com os desdobramentos jornalísticos do caso. Um jornal lembrou que “os tubarões ficaram famosos nos cinemas e na televisão por sua mordida feroz – mas, na verdade, são os hipopótamos que têm a mordida mais forte do reino animal – sabia dessa?”

Outro jornal afirmou que “Lucinda Kinder por pouco não inaugurou uma nova lista de autores(as) de mordidas mortais”.

No Brasil, hoje (26) o site R7 foi espirituoso: “no clima da Páscoa, ela deixou a coelhinha de lado, confundiu os ovos e mordeu o que não devia”. A matéria veio ilustrada com a foto de uma bonita loira – que nada tem a ver com o caso original – mordendo uma linda cenoura.

3 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *