AS COMOVENTES REVELAÇÕES DA PRIMEIRA-DAMA

É sempre com estremecida devoção que, há anos, todos  os  domingos,  antes de ir prá Regional FM, cumpro o sagrado  ritual de entregar-me ao deleite de folhear as páginas do Jornal de Jales, em busca das novidades. E a edição deste domingo, confesso, me deixou especialmente sensibilizado. Vejam o depoimento atribuído à nossa doce e generosa primeira-dama, repercutido pelo jornalista Deonel Rosa Júnior na lidíssima coluna Fique Sabendo, e me digam se não é comovente: 

COURO CURTIDO – Observações de Rosângela Parini, esposa do prefeito, que é formada em psicologia, dão uma pista que podem explicar o comportamento zen de Parini neste período de inferno astral: “O Humberto não fala para ninguém, mas ele lida com dificuldades desde muito cedo. Ele é de uma família muito humilde, da zona rural de Lins. Nos tempos de criança, ia para a escola descalço. Quando passou no vestibular para odontologia, ele tinha só uma calça branca que era lavada e passada todos os dias pela irmã dele. Tempos atrás, mexendo nos arquivos dele, descobri que o Humberto copiava o conteúdo de livros por falta de condições de adquiri-los. Depois que se formou, ele foi para São Paulo dar plantões em clínicas para juntar dinheiro suficiente para montar o primeiro consultório. Em Jales,além do consultório, ele trabalhou no Sindicato dos Trabalhadores Rurais. Acho que, por ter superado tantos problemas, o Humberto desenvolveu mecanismos de auto-defesa que o deixam sereno, sem perder a calma , mesmo diante das maiores adversidades e até de ataques a ele, a mim e aos nossos filhos”. 

Sejamos justos: a saga do nosso premiado estadista daria um filme bem mais emotivo que Lula, o Filho do Brasil. E ainda com a vantagem de termos a primeira-dama como uma das personagens centrais.

12 comentários

  • Sim

    Acho que vou chorar! Imagine a leitura disso com um som de fundo? Tipo aquelas mensagens clichês que mandam os apaixonados? Melhor, parece o “DE VOLTA PRA MINHA TERRA” do programa do GUGU.
    Só Freud pra explicar tamanha devoção.

  • Anônimo

    ESta mulher é diabólica, quem não a conhece que à compre

  • zÉ DAS cOVES

    E o Deonel como fiel escudeiro. Não enganem, quando a Perola dar aquele pé nos glúteos e a familia Parini for condenada e humilhada, ele simplesmente vai esquecê-los. Assim fez com outros que eram poderosos e perderam a cadeira.
    A única certeza de que há esperança para a familia é que o Deonel ainda está com eles. Quando a esperança se for, ele vai junto, vira as costas e se junta ao outro poderoso da vez.

  • Martini

    Nossa, como chorei de dó.
    Tive um amigo meu que ia descalço pra escola com
    muito sacrifício, estudou e conseguiu terminar o
    curso superior, mas depois de formado virou burguês.
    Esse amigo era um grande amigo, mas virou as costas,
    e era tão fraco que até a mulher mandava nesse bobão.
    A gente gostava tanto dele, e os que gostavam depois
    ele virou as costas a pedido da mandona.
    Ganhou muito dinheiro no poder, mas teve que pagar muitos advogados, acabou pobre e sem amigos e vivendo com pesadas depressões.
    Pior que todos o abandonaram e a família também, e a
    mulher virou dependente de anti-depressivos e hoje vive nas mãos de
    psiquiatras.
    Essas historias é pra se chorar também.

  • Anônimo

    Cada história… mande para o maninho Carlos Augusto… programa “Me conte a sua história”…

  • Eu

    Vai na TV, expõe a história do querido prefeito…que dó, que dó, que dó!!!!!

  • Amigo Anônimo, na verdade parece que jales já está servindo de inspiração para a novela das sete. Ou você acha que o prefeito anêmico e a primeira-dama autoritária de “Morde e Assopra” nasceram apenas da criatividade do autor?

  • só eu sei........será?

    Dizem que nosso prefeito ta afundando. Mas estão dizendo por aí, que a primeira dama tambem está. Até a empresa que ela criou ja´está sendo investigada pelo ministério público. E to sabendo que em Aspásia…… um dos municipios em que a empresa dela vem prestando serviço, os monitores dela vão ser registrados meio que as pressas. Será verdade? Concluindo: vindo desse povo, eu espero qualquer coisa.!!!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *