BARBOSA DÁ 15 DIAS DE PRAZO PARA JAQUELINE RORIZ DEFENDER-SE DE DENÚNCIA DE PROPINA

Parece que o ministro Joaquim Barbosa, a quem incumbirá julgar dois recursos de Parini no STF, voltou animado da licença médica que tirou para tratar da coluna. Nesta sexta-feira, o site do Supremo está noticiando que o ministro determinou a notificação da deputada Jaqueline Roriz, a fim de que ela apresente resposta à denúncia de recebimento de propina, oferecida (a denúncia, não a propina) pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

Além da propina, cujo total seria de R$ 100 mil recebidos em espécie, o procurador-geral da República afirma que a acusada teria sido beneficiada, ainda, com aparelhos “Nextel” pertencentes ao Distrito Federal “cujas contas continuaram a ser pagas com recursos públicos”, além de poder de indicar um nome para o cargo de administrador regional de Samambaia (DF).

7 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *