CAPIXABA GANHA O DIREITO DE SE MASTURBAR NO TRABALHO

Eu já tinha visto a notícia há algum tempo, mas não republiquei porque achei uma coisa meio anti-ética, já que a matéria citava o nome da mulher. Mas hoje recebi o e-mail de um amigo com a notícia, onde a personagem principal se deixa inclusive ser fotografada. Então, já que ela, aparentemente, não está ligando nem um pouco prá exposição de seu nome e imagem…

A analista contábil Ana Catarina Bezerra Silvares, 36, tem uma doença um tanto estranha: ela possui compulsão orgástica, causada por uma alteração química em seu cérebro. Isso significa que Ana precisa ter orgasmos constantemente para aliviar a tensão. Divorciada e mãe de três filhos, ela disse que já chegou a se masturbar 47 vezes em um dia. Agora que está recebendo tratamento, conseguiu baixar para 18 orgasmos diários.

Por causa dessa condição, ela acaba de ganhar em um tribunal do Espírito Santo o direito a intervalos de 15 minutos a cada duas horas trabalhadas para que possa realizar sua busca por prazer. Ela também foi autorizada pelo Dr. Antonino Jurenski Garcia, Juíz do trabalho de Vila Velha (ES), a usar o computador da empresa para acessar imagens eróticas que alimentem seu desejo.

6 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *