CGU APONTA IRREGULARIDADES EM PARCERIA DA ADERJ COM A PREFEITURA DE MIRASSOL

Mirassol, definitivamente, não foi uma boa experiência para o meu amigo Anísio Martins Ferreira Filho, o Anisinho da Aderj. Há pouco tempo, ele foi condenado pela Justiça à perda de seus direitos políticos e a uma multa, por conta da contratação de um funcionário da Prefeitura de Jales para prestar serviços em Mirassol, através da Aderj.

Agora é a Controladoria Geral da União-CGU quem está apontando irregularidades na parceria firmada entre a Aderj e a Prefeitura de Mirassol para execução do Programa de Saúde da Família naquela cidade, a exemplo do que a entidade fazia aqui em Jales.

A notícia  divulgada hoje pelo Diário da Região diz que a fiscalização da CGU viu “problemas no serviço de terceirização envolvendo a contratação da Associação dos Deficientes Físicos da Região de Jales (Aderj), que teria contratado profissionais sem capacitação técnica adequada para o trabalho, além de não haver cumprimento de carga horária entre outros apontamentos”.

A matéria do Diário da Região diz ainda que, em 2010, a Aderj recebeu R$ 181 mil da Prefeitura de Mirassol. Como se vê, não é nada diante dos milhões recebidos em Jales. A notícia completa pode ser lida aqui.

3 comentários

  • eu

    Aqui em Jales foram todos demitidos na quinta, acabou a parceria….médicos, dentistas, auxiliares……

  • Jean

    SO MEDICOS NAO AREA DA ASSISTENCIA SOCIAL, OS PROGRAMAS SOCIAIS ESTÃO SEM EXECUSAO PORQUE OS FUNCIONARIOS NA QUARTAS FEIRA RECEBEU A DEMISSÃO FONTES SEGURAS ME DISERAM QUE SE REUNIRAO TODOS NA CASA DE SEU ANIZIO E LA MESMO ASSISNARAM A DEMISÃO

  • funcionaria

    o fiquei sabendo de manha que nos esfs ainda tem gerente trabalhando pela aderj, investiga ai jean depois nos conta falo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *