5 comentários

  • 7,5 milhões para os evangélicos? Ah se fosse da época do PT!

    O governo federal desviou a finalidade de R$ 7,5 milhões doados, pela JBS, especificamente para a compra de testes rápidos da Covid-19. Repassou a verba ao programa Pátria Voluntária, liderado pela primeira-dama, Michelle Bolsonaro.​ E, de lá, uma parte do dinheiro foi pra umas Ongs que a Damares gosta. São “instituições missionárias evangélicas”.
    O mais engraçado foram as respostas do Bolsonaro : eu não sou daqueles que, quando dá uma moeda prum mendigo, diz: “Não vai gastar em pinga, hein? Pô, se o cara quer encher a cara, enche. O dinheiro é dele. E o fígado também. kkkkk
    Outra resposta de Bolso : Porque estão enchendo meu saco (não é à toa que eu fico com pedra na bexiga) por causa de uma esmola. A terceira resposta : “Se a empresa deu dinheiro pra gente, então a gente pode fazer o que quiser com ele, talkei?” kkkkk
    Agora o Ministério Público no Tribunal de Contas da União quer investigar a bagaça toda. Precisa? Não precisa. Parece que o dinheiro é do Bolsonaro?
    É

  • Thiago

    Petista reclamando de corrupção kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • bolsominium defendendo corrupção kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • 7,5 milhões para os evangélicos? Ah se fosse da época do PT! (3)

        Tiago e Sukodilaranja
        Se o dinheiro foi para as obras de caridade da igreja evangélica. Voces podem me chamar de petista e bolsominium. kkkkkk. Só lembrando o que eu disse : 7,5 milhões para os evangélicos? Ah! se fosse da época do PT. Iria tudo para o bolso do Lula kkkkkk

  • 7,5 milhões para os evangélicos 2

    Thiago
    Puseram Michelle Bolsonaro numa fria
    Ela, como acontecia com Maria Thereza Goulart e Rosane Collor de Mello, não administra o dinheiro dos programas a que empresta seu nome.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *