CINEMA EM JALES – PARTE 2

O post Cinema em Jales, publicado neste espaço, na sexta-feira(06), onde noticiamos a exibição – no próximo final de semana – de “Rio – O Filme”, gerou  alguns comentários e questionamentos, os quais demonstram que é possível debater em bom nível. Eis um deles:

Anônimo
09 maio 2011 às 9:21

Primeiro transformaram o centro cultural em uma praça de esportes, agora em cinema. No que será que aquele espaço será transformado depois? Isso mostra a incompetência da administração da SMECT. Nada contra a sétima arte, até porque irei prestigiar a exibição do filme, mas a verdade é que isso só acontece pela falta de empenho em fazer aquele lugar funcionar como deveria funcionar, promovendo espetáculos de dança, de teatro, shows musicais entre outras atividades. E o poder público deveria fazer o cinema no cinema, pois existem projetos para viabilizar isso.

Por esclarecedor – acredito eu! – reproduzo, abaixo, o comentário enviado pelo Alisson Maia, um dos responsáveis pelo projeto:

Alisson Maia
10 maio 2011 às 8:46

Caro Cardosinho. Gostaria de esclarecer que estamos promovendo a exibição de filmes de cinema no centro cultural, com apoio da secretaria da cultura do município, por Jales atualmente não contar com espaço físico adequado disponível. Nosso intuito, é oferecer para nossa cidade uma opção de lazer, cultura e entretenimento. Assim, o cinema além de ser imensamente instrutivo devido aos conhecimentos que transmite aos seus freqüentadores no aspecto educacional e cultural, também constituirá em atividade de lazer por excelência, permitindo o convívio social de todos, ao mesmo tempo em que terão a oportunidade de se divertirem assistindo as películas, em tela muito maior do que as que estão habituados. O cinema jamais tomará o centro cultural definitivamente, pois estamos realizando apenas um projeto piloto. Se tudo correr bem, pretendemos realizar novas projeções em datas futuras, ressaltando que será sempre respeitada a agenda e normas do local, onde iremos optar por dias em que o centro cultural não esteja sendo utilizado. Não queremos competir com as outras atividades culturais que são desenvolvidas no local, como apresentações de academias, peças teatrais, shows, entre outros. O que pretendemos por hora, é adicionar mais uma opção de cultura, lazer e entretenimento, da qual nosso municipio carece. Quanto à divulgação, existem alguns cartazes pela cidade, também divulgação por meio das rádios Antena 102 FM e Moriah FM, que apoiaram nossa iniciativa e estão inclusive sorteando ingressos para seus ouvintes. Esperamos poder contar com a presença de todos! Abraços…

17 comentários

  • Marcos

    Caro Alisson! Primeiramente quero te cumprimentar pela iniciativa, que ao meu ver é louvável. Parabéns! Mas concordo também com o comentário acima, postado aqui pelo blogueiro. Não creio que a crítica seja para você, que está com um projeto maravilhoso, pois seria grande incoerência apoiar a cultura criticando o cinema. O problema é que até onde eu sei não existem normas que regulamentam aquele local, e nem critérios para agendamento, a não ser a vontade de uns e outros.
    Espero que esse debate possa ir adiante, e como disse o Cardosinho, sempre em um bom nível, como me parece que está sendo até agora.

  • Anônimo

    Excelente iniciativa, Dr. Alisson. Mas porque as outras rádios não estão apoiando?

  • Jaqueline

    Parabéns pela iniciativa do Alisson e parabéns também à Secretaria Municipal de Esportes, Cultura e Turismo, na pessoa do Irineu de Carvalho, que tem desenvolvido ótimos projetos na cidade, paralelamente a realização dos Jogos Regionais.
    Aliás, vocês já viram como está bonito o site dos Jogos? Acessem:www.jogosregionaisjales.com.br

    • Anônimo

      Jaqueline, você pode citar pelo menos três projetos desenvolvidos “pela pessoa” do Irineu? Cite três, podendo contar desde quando ele assumiu a pasta.

  • Jacques Brel

    só o site está bonito e a grana no bolso de alguns.

  • Parabéns meu Grande Amigo Alison por essa iniciativa. Jales realmente precisa e merece ter pessoas competentes que tomem iniciativas como essa.
    Estaremos lá, eu e a Kátia.
    Grande abraço meu amigo!

  • Anônimo

    Cardosinho, acho que o debate já perdeu o foco. Falar bem ou mal não é debater. Gostaria de ver um debate com mais consistência. Gostaria de falar dos prós e dos contras de ações isoladas, sem políticas públicas que as norteiam. Espero que ainda isso possa acontecer aqui.

  • Alisson Maia

    Boa noite Cardosinho! Fico feliz pelo fato do cinema ter gerado tanta discussão e entusiasmo. Hoje fizemos um teste na projeção e tudo correu perfeitamente. Gostaria de informar ainda a todos, que a bomboniere (pipoca água e refrigerante)será explorada pela AVCC (associação de voluntários contra o câncer), e sua renda destinada 100% para esta entidade. Abraços a todos, Alisson.

  • Jacques Brel

    PQ a bomboniere não é explorada pelo pessoal do CCTI já que existem notícias que estes estão precisando de ajuda?!!!!!

    • Alisson Maia

      Caro Srº Jacques. Convidamos a AVCC para explorar a bomboniere por meio de uma indicação e não tinhamos conhecimento das dificuldades do CCTI. Por certo, muitas outras entidades e associações, como por exemplo o Lar dos Velhinhos, a Casa da Criança, Apae, o CCTI fazem um trabalho louvável e necessitam e merecem recursos e ajuda. De toda forma, a AVCC realiza um belissimo trabalho em nosso município e região, e aceitou nosso convite com muita alegria. Abraços…

  • Marcos

    Dr. Alisson, qual é a programação do projeto? Quando serão realizadas outras sessões? Qual o próximo filme a ser exibido? O projetor ficará montado permanentemente no centro cultural ou será desmontado ao término da exibição de cada filme?

  • Mais algumas perguntas...

    Cardosinho, será uma empresa particular que tocará o projeto?
    Qual o critério para a escolha desse particular para tocar o projeto? Edital ou livre escolha?
    Terá fins lucrativos?
    Qual o valor do bilhete para entrada?
    Se for particular que tocará o projeto não será uso indevido de espaço público? Existe um convênio?
    Ou será que esse particular pagará os 10% que compete ao teatro municipal? Se for, onde será recolhido esse dinheiro? Com guias na prefeitura ou direto no centro cultural?
    No que será investido? Quem fará o controle dessa arrecadação?
    A propósito. O prefeito já respondeu ao requerimento da vereadora Aracy a respeito da arrecadação da taxa de locação do centro cultural? Se recebeu, quais foram as explicações?
    Por enquanto é só.

    • Alisson Maia

      Caro Marcos. Respondendo suas indagações, a primeira resposta é sim, o cinema é promovido por empresa privada. Fizemos reserva na agenda do centro cultural, e estamos pagando pelo uso do espaço, assim como os shows e peças teatrais fazem. Estamos respeitando as regras que nos foram passadas, portanto não é uso indevido de espaço público. Os ingressos serão vendidos no local por sistema informatizado e com livre acesso para a fiscalização por autoridades competentes. Ainda não temos data para próximas sessões ou filmes agendados. O equipamento será desmontado após o evento no próximo final de semana. Saliento que agimos sempre com honestidade, e contamos com o apoio de autoridades inclusive do judiciárioe tudo está sendo feito de forma muito transparente. Abraços…

  • Marcos

    Dr. Alisson,
    Agradeço a sua atenção ao responder as indagações e mais uma vez te cumprimento pela sua iniciativa e pela disposição em levar um debate com um alto nível, como está sendo este. Uma observação é necessária: em nenhum momento a sua honestidade foi questinada por mim, até porque ainda não te conheço pessoalmente, mas vamos nos conhecer, com certeza, pois irei assistir ao filme. Mas você há de concordar que este é um espaço para o debate e o tema foi pautado, portando as questões são inevitáveis, e muitas vezes não serão direcionadas à você, mas à direção do centro cultural.
    Abraço!

    • Alisson Maia

      Caro Srº Marcos, considero suas perguntas muito importantes e muito bem elaboradas. Participe conosco Marcos, e indo lá, procure por mim, ok! Estamos com muito apoio em Jales, inclusive do Fórum da Cidadania, que representa a sociedade civil organizada e ACE Jales, contamos ainda com o apoio da OAB de Jales e dos funcionários do judiciário por meio de sua associação, e ainda com o apoio das rádios Antena 102 FM e Moriah FM para a divulgação do evento e sorteio de ingressos. Esperamos realizar um trabalho bonito, que venha a satisfazer a todos, adicionando ao nosso município mais este importante meio cultural. Estamos torcendo para que tudo corra bem, e que tão breve possamos trazer a Jales novos filmes. Caso tenha mais dúvidas, questionamentos ou necessite de outras informações, fique a vontade em perguntar, pois as responderei com o maior prazer, ok!? Abraços, Alisson Maia.

  • Astolfo

    Só pra constar, a Jaqueline que elogia “a pessoa do Irineu” é a mesma que trabalha na SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO com cargo comissionado.Está apenas justificando o seu salário. Puxando o saco dos poderosos.

  • Contradizendo

    Tenho acompanhado o debate em torno do assunto do cinema onde o Sr Marcos questionou alguns pontos e gentilmente o sr Alisson respondeu aos questionamentos. Confesso que
    pensei que o assunto pudesse estar encerrado até o momento que li a notícia no site MAIS INTERATIVA e identifiquei algumas contradições, talvez por falha na comunicação. Vamos à elas:

    O Sr Alisson diz que o projeto é promovido por uma empresa privada e que esta está pagando pelo uso do espaço, como todos os demais eventos.

    No site Mais Interativa a notícia é a seguinte:

    A volta do cinema partiu da iniciativa privada, com o advogado Alisson Maia e o apoio do governo municipal que CEDEU o espaço.

    CONTRADIÇÃO: A empresa está PAGANDO pelo uso do espaço público ou a prefeitura CEDEU o espaço? Se estiver pagando como foi afirmado neste blog a divulgação não deveria ser feita da maneira que foi feita no site citado, pois leva a uma interpretação errônea, pois nos faz pensar que não haverá recolhimento de taxa de locação pelo uso do espaço.

    Outra questão:
    O Sr Alisson disse que a bomboniere será explorada pela AVCC e que 100% da renda gerada na BOMBONIERE, será revertida para a AVCC.

    No site a afirmação é a seguinte:
    Toda renda do filme será revertida para a AVCC – Associação de Voluntários de Combate ao Câncer.

    CONTRADIÇÃO: A verdadeira renda que será destinada à AVCC é a gerada pela venda dos produtos da bomboniere ou será TODA A RENDA DO FILME, como foi afirmado no site?

    Quero crer que estas contradições sejam apenas falha na comunicação e que sejam esclarecidas.

    PONTO POSITIVO: Fico feliz por notar que uma das preocupações do Sr Alisson é continuar o projeto (e espero que seja por muito tempo) porém sem interferir em outras atividades culturais.
    Parabéns pela sua consciência, Sr. Alisson! Creio que sua iniciativa já agradou a população mesmo antes de começar efetivamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *